Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Atualidade

Rana Reider, treinador de campeões olímpicos no atletismo, vai ser investigado por conduta sexual indevida

O norte-americano, de 51 anos, treinou atletas com histórias importantes como Christian Taylor, campeão olímpico em 2012 e 2016, e também Andre de Grasse, medalha de ouro nos 200 metros nos Jogos de Tóquio, realizados este verão. A federação britânica de atletismo já aconselhou os seus atletas a não trabalharem com Rana Reiner

Tribuna Expresso

ROBIN VAN LONKHUIJSEN

Partilhar

Rana Reider, um dos mais respeitados treinadores de atletismo, vai ser investigado depois de várias queixas por comportamento de natureza sexual indevido, avança o “The Guardian”.

O treinador será escrutinado pelo US Center for SafeSport, uma organização independente, sem fins lucrativos, responsável por responder e prevenir a má conduta e abuso emocional, físico e sexual no movimento olímpico e paralímpico.

O jornal inglês dá conta ainda de que a federação de atletismo do Reino Unido alertou ou incentivou os britânicos Adam Gemili e Daryll Neita para romperem o contrato com o treinador, de 51 anos. Outros atletas, que admitem mudar-se para os Estados Unidos para serem treinados por Reider, foram igualmente alertados.

A investigação vai focar-se no comportamento de Rana Reider fora das pistas de atletismo. "O timing suspeito e os motivos ligados a estes ataques sem provas à [sua] reputação têm de ser integralmente investigados, o que ainda não aconteceu", disse o advogado do treinador, ao "The Guardian".

O norte-americano treinou atletas com histórias importantes como Christian Taylor, campeão olímpico em 2012 e 2016, e também Andre de Grasse, medalha de ouro nos 200 metros nos Jogos de Tóquio, no verão que passou.