Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Turismo de Portugal: verbas para o Rali de Portugal só serão decididas na próxima semana

Atraso na atribuição de verbas é justificado com elevado número de candidaturas à realização da prova a contar para o Mundial de ralis, indefinição que já levou a Câmara de Gaia a cancelar a sua etapa citadina. 'Gaia Street Stage' iria custar € 600 mil, esforço financeiro superior ao esperado pela autarquia

Isabel Paulo

Partilhar

O Turismo de Portugal confirma ter sido submetida uma candidatura por parte da Câmara de Gaia para a realização da etapa citadina 'Gaia Street Stage'l, calendarizada para 1 de junho e entretanto anulada por indefinição nos apoios a receber. A menos de três semanas de o Rali de Portugal ir para a estrada - a 30 de maio -, a entidade reguladora do turismo no país adianta que o valor do apoio ao Rali de Portugal “terá decisão no início da próxima semana”.

As candidaturas a verbas para a 53ª edição do Rali de Portugal são feitas através do Fundo de Apoio ao Turismo e Cinema - Regulamento do Incentivo a Grandes Eventos Internacionais -, criado excecionalmente para apoiar a realização em Portugal de grandes eventos internacionais.

Ao Expresso, o Turismo de Portugal refere que este Fundo recebeu, este ano, um número considerável de candidaturas “cujo montante global de apoio solicitado ultrapassa largamente o valor da sua dotação”, situação que conduziu à necessidade “do seu reforço orçamental e, consequentemente, a um maior período temporal para a avaliação das candidaturas submetidas”.

A Câmara de Gaia justificou, esta quinta-feira, o cancelamento da sua etapa citadina da prova, já transmitido ao Automóvel Clube de Portugal, com a demora na atribuição do apoio pretendido, verba seria “substancialmente inferior ao inicialmente previsto e expectável, o que obrigaria a um esforço financeiro do município na ordem dos €600 mil euros”.

O Turismo de Portugal, sem especificar qual a verba da candidatura de Gaia, nem a que seria atribuída, alega que os montantes de apoio a cada uma das candidaturas são definidos levando em conta as despesas apresentadas, bem como “a avaliação do impacto turístico nacional” dos eventos que as constituem.