Tribuna Expresso

Perfil

Automobilismo

Uma copiloto de 21 anos morre após despiste no Rali do Vidreiro, na Marinha Grande

"A viatura despistou-se cerca de 500/600 metros após a partida do primeiro troço, tendo colidido com um pinheiro", esclareceu o comandante dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande

Lusa e Tribuna Expresso

Laura Salvo era navegadora do compatriota Miguel Socias

D.R.

Partilhar

A copiloto de um automóvel espanhol morreu hoje, após um despiste do veículo apenas algumas centenas de metros após a partida para o primeiro troço do Rali Vidreiro, informou à Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande.

O comandante dos Bombeiros Voluntários da Marinha Grande, Vítor Graça, disse que a vítima é do sexo feminino e era navegadora de uma viatura espanhola que participava no Rali do Vidreiro 2020.

"A viatura despistou-se cerca de 500/600 metros após a partida do primeiro troço, tendo colidido com um pinheiro. A vítima ficou encarcerada e os meios de socorro responderam quase de imediato, já que estavam muito próximo", esclareceu o comandante.

Em comunicado no Facebook, a organização da prova especifica que a navegadora se chamava Laura Salvo, era espanhola e tinha 21 anos.