Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Automobilismo

Filipe Albuquerque só sabe ganhar: agora voltou a ser o melhor nas 24 horas de Daytona

Piloto português, a fazer a estreia na Wayne Taylor Racing, venceu pela segunda vez a geral da mítica prova norte-americana de resistência

Tribuna Expresso e Lusa

D.R

Partilhar

O português Filipe Albuquerque (Acura) venceu este domingo as 24 Horas de Daytona, primeira prova do campeonato norte-americano de resistência, o IMSA, na estreia pela equipa Wayne Taylor Racing, ao lado do brasileiro Hélio Castroneves e dos norte-americanos Alexander Rossi e Ricky Taylor.

O piloto de Coimbra, que teve a seu cargo o derradeiro turno de condução, bateu Cadillac número 48, com o japonês Kamui Kobayashi no último stint, por 4,704 segundos, e o Mazda número 55, com britânico Harry Tincknell, por 6,562 segundos.

Esta foi a segunda vitória à geral do piloto português, que em 2018 tinha vencido juntamente com o portuense João Barbosa, que este domingo foi o segundo classificado da classe LMP3, num Ligier.

O Acura número 10 da equipa do português chegou à liderança à 11.ª hora de competição, não a perdendo mais (fora nos momentos de passagem pela boxes). Num final de cortar a respiração, Filipe Albuquerque teve de segurar a liderança face ao ataque do Cadillac número 1 (Magnussen/Dixon/Van der Zande), que a sete minutos acabou por furar, garantindo aí praticamente a vitória ao carro da Wayne Taylor Racing.

Este é mais um momento de glória para o piloto português, a começar da melhor maneira 2021 depois de em 2020 se ter sagrado campeão mundial de resistência e vencedor das 24 horas de Le Mans na categoria LMP2.