Tribuna Expresso

Perfil

Pedro Candeias

Pedro Candeias

Editor

Começou no Record, fez parte do grupo que fundou o I e está no Expresso desde 2011. Ganhou duas coisas: revelação do ano no Record e jornalista desportivo do ano de 2013 para o CNID. Tem os troféus guardados no armário lá de casa tal como os futebolistas têm os deles. É que ele gosta de futebol mas o futebol não gosta dele e à falta de jeitinho faz o que pode para se manter próximo - escreve-o e descreve-o. E esta história de amor-ódio já o levou a muitos lugares - e a um Europeu e a um Mundial. E, de vez em quando, à SIC Notícias. Siga-o no Twitter

  • O fim do Benfica ultra-dimensional

    Opinião

    Ao fabricarem uma irrealidade - o clube de dimensão europeia - Vieira e a comunicação do Benfica têm agora de se confrontar com as críticas justas e legítimas de quem os acusa de delírios, deslumbramentos e demagogias. É complicado aceitar a dissimetria brutal entre o que se diz e o que é posto em prática e o plantel do Benfica é manifestamente inferior ao Benfica que ficou a 19 pontos do FC Porto de André Villas-Boas ou a seis do de Vítor Pereira

  • Se for preciso pôr Bruno Fernandes a jogar a defesa-direito, Bruno Fernandes jogará a defesa-direito

    Futebol nacional

    Silas entrou de supetão neste caldeirão, apanhando-se com jogadores que não escolheu, no meio de um conflito que não procurou, na sua primeira grande experiência de treinador principal - profissão que, legalmente, nem pode exercer com todos os direitos. Portanto, o melhor é deixar o idealismo de fora e apostar no pragmatismo. O Sporting venceu o Vitória de Guimarães por 3-1, aproveitando erros alheios, sobretudo do guarda-redes Miguel Silva, e usando a mobilidade do seu ataque, em contra-ataque

  • Benfica: então, e que tal essa cynodon dactylon? (uma crónica com relva lá dentro)

    Benfica

    Os encarnados bateram o Tondela por 1-0, com golo de Ferro num canto batido por Grimaldo, numa das pouquíssimas oportunidades criada pela equipa de Bruno Lage. O treinador, que apontara o relvado para justificar lesões e também exibições menos conseguidas, foi mudado a mudar o onze por força das ausências de Rafa e de RDT. Friamente, correram-lhe bem as coisas, pois os três pontos são do Benfica. Analiticamente, o SLB continua num estranho e apático momento de forma. Salvaram-se Gabriel, Rúben Dias e Chiquinho, que sacudiu, mais ou menos, o jogo na segunda-parte com os dois únicos remates das águias nesse período

  • Flamengo: Jesus liberta, Jesus esmaga

    Jesus é brasileiro

    O Mengão está na final da Copa dos Libertadores após uma vitória histórica por 5-0, diante do Grémio, que resultou de uma exibição esmagadora. Não poderia ser de outra forma: os melhores jogadores, a melhor equipa e o melhor treinador estão no Maracanã. Agora, venha o River Plate

  • Benfica: Iron, Lyon, Zzion

    Benfica

    O Benfica bateu o Lyon num lance extraordinário de Pizzi que aproveitou um erro infantil do português de Anthony Lopes a cinco minutos do fim do jogo, instantes depois de ter chutado ao ferro. Os encarnados somaram os primeiros três pontos na Liga dos Campeões esta época

  • Benfica: sem Raúl, nem Piedade

    Futebol nacional

    Aos bocadinhos, o Benfica foi construindo uma goleada protocolar perante o Cova da Piedade, com dois golos de Pizzi e outros tanto do novo homem-golo Carlos Vinicius. Tudo isto aconteceu perante o olhar ansioso de Raúl de Tomás, estranhamente envolvido nos dois primeiros golos dos encarnados, mas que viu novamente os colegas fazerem aquilo pelo qual é pago: marcar. Ficou 4-0 e o SLB continua na Taça de Portugal

  • Alverca - Sporting: o fim pode ser apenas o início de algo bem pior

    Sporting

    Depois da mudança de treinador, depois do triunfo apertado na AG e dos insultos, o Sporting foi eliminado da Taça de Portugal, na 3.ª eliminatória, por uma equipa que compete dois escalões abaixo do seu, por 2-0. O clube de Alvalade vive de desassossego em desassossego, numa agonia aparentemente interminável

  • “Toda a gente queria agradar ao Pinto da Costa e ao Reinaldo Teles. Faziam-se bonzinhos, uns puxa-sacos”

    Entrevistas Tribuna

    A 27 de setembro de 1989 - há exatos 30 anos, portanto - Tomislav Ivkovic teve “uma ideia maluca”: apostar com Maradona em como este não lhe conseguiria marcar o penálti em Nápoles. O guarda-redes do Sporting defendeu, o argentino pagou-lhe o que devia e ainda ofereceu uma camisola que Ivkovic terá deixado algures para trás. Esta é uma entrevista sobre esse dia e sobre outros dois encontros que o ex-futebolista teve com o mítico número 10 - mas também é uma análise aos seus tempos em Alvalade, relembrando loucuras de Sousa Cintra e a instabilidade leonina de antes, durante e agora