Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Daniel Oliveira

Daniel Oliveira

Começou como jornalista em 1989, tendo passado pelas redacções do "Século", "Diário de Lisboa", "Já", "Vida Mundial" e "Diário Económico". Participou, como jornalista, editor e autor, em seis programas diferentes da RTP. Em 1998, venceu o prémio revelação Gazeta, do Clube dos Jornalistas. Experimentou, por um ano, ser publicitário. Foi, às vezes, dirigente partidário e mantém, fora ou dentro de movimentos políticos, ativismo cívico. Tem esta coluna no "Expresso", participa nos programas "Eixo do Mal", na SIC Notícias, e "Sem Moderação", do canal Q, e faz um podcast semanal de entrevistas “Perguntar Não Ofende". Com 48 anos, é alfacinha apaixonado, português sem orgulho nem vergonha e acredita que isto ainda vai melhorar.

  • Uma vitória inteira e limpa
    Opinião

    O Sporting venceu sem comprar jogadores a preços estratosféricos. Com treinador e jogadores, e não o presidente, como motor do clubismo. Com um treinador que foi perseguido e deu uma bofetada de luva branca ao corporativismo medíocre de quem despreza o talento em nome do estatuto. Não é só o jejum que dá força a este momento – “a sede de uma espera só se estanca na torrente”. É, depois de tanto tumulto e depressão, ter vencido o campeonato de forma “inteira e limpa”. Perdoem-me os gentios, mas estou tão feliz. Daniel Oliveira, colunista do Expresso e sportinguista, escreve sobre o título nacional do Sporting