Tribuna Expresso

Perfil

Diogo Pombo

Diogo Pombo

Jornalista

Começou longe do desporto, no Sol e no I, até ajudar a fundar o Observador, onde o deixaram entrar a pés juntos nestes campos. Está sempre de olho no futebol e em tudo o que tem uma bola à mistura, para escrever sobre isso. Quando não pode, tenta estar a jogar qualquer coisa. Ou ver outros a fazerem história, jogando, como no Europeu de 2016, quando andou por França atrás da seleção. Pouco depois, chegou ao Expresso.

  • Alfredo Quintana (1988-2021): o ápice do guerreiro extraordinário
    Modalidades

    Alfredo Quintana nasceu em Cuba, começou por gostar de basquetebol, voleibol e beisebol, mas foi o andebol que o levou até ao Porto e ao FC Porto. Estava há 11 épocas em Portugal, país a que agradecia tudo e a que protegeu as balizas no último Europeu e Mundial. Uma paragem cardiorrespiratória precipitou-lhe a vida, quando estava prestes a fazer 33 anos

  • Na Grécia não há carinho e o Benfica foi lá morrer duas vezes
    Liga Europa

    Jorge Jesus retornou aos três centrais, o Benfica jogou bem durante uma hora, marcou duas vezes ao Arsenal, mas acabaria por perder (3-2) com um golo aos 87' - e com erros cometidos. Foi eliminado da Liga Europa no mesmo país onde fora afastado da Liga dos Campeões e, porque os erros sempre ficam a cargo de alguém, há sempre quem seja responsável

  • O tempo de Djokovic está na Austrália
    Ténis

    Melbourne é o quintal do tenista sérvio, que contrariou as previsões e ganhou em três sets (7-5, 6-2, 6-2) a Daniil Medvedev, conquistando o seu nono Open da Austrália em nove finais disputadas. Novak Djokovic chegou aos 18 títulos do Grand Slam, fica a dois de Federer e Nadal, mas passará a ter o recorde do número de semanas passadas na liderança do ranking

  • Sporting: nenhum homem é uma ilha
    Futebol nacional

    A sexta vitória seguida do Sporting no campeonato chegou com um 2-0 contra o Portimonense, que entrou em Alvalade a marcar ao homem e com muitas referências individuais que emperraram o jogo ofensivo do adversário durante muito tempo. A equipa de Rúben Amorim, que não teve Paulinho, devido a lesão, chegará ao clássico com, pelo menos, 10 pontos de vantagem sobre o FC Porto

  • Quem ganha quando há dois tenistas que se esmeram se tudo estiver contra eles?
    Ténis

    Daniil Medvedev chegou a agradecer ao público, de coração, por o apupar e lhe dar energia para ganhar um jogo. Novak Djokovic já conquistou 17 torneios do Grand Slam a ser, em quase todos, o preterido no carinho distribuído pelos adeptos entre os três melhores tenistas da atualidade. O russo e o sérvio superam-se quando o contexto não lhes quer bem e jogam, este domingo (8h30, Eurosport), a final do Open da Austrália

  • Daniel Carter: o melhor 10 de sempre deixou de jogar râguebi
    Râguebi

    O melhor 10 de sempre anunciou, este sábado, o fim da carreira. Aos 38 anos, Daniel Carter abandona a carreira de jogador depois de uma última tentativa para continuar, nos Auckland Blues, em que se apercebeu que já não tinha a motivação necessária. Vencedor de dois Mundiais e três prémios de melhor jogador do mundo, o neozelandês ainda o jogador com mais pontos marcados no râguebi internacional

  • Osaka, o ténis feminino pode ser teu
    Ténis

    A japonesa conquistou, este sábado, o Open da Austrália, derrotando a americana Jennifer Brady, em dois sets (6-4, 6-3) para ser apenas a terceira pessoa na história a ganhar as suas quatro primeiras finais de um Grand Slam