Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

“Quero deixar uma palavra aos jogadores do Nacional: já estive do outro lado, sei o que isso é”

Bruno Lage, treinador do Benfica, à BTV no final de um triunfo histórico sobre o Nacional

Tribuna Expresso

SOPA Images

Partilhar

O mantra

“Isto é a evolução do jogo, a evolução do treino. Sentimos logo desde o primeiro minuto que queríamos jogar bem. O resultado é a consequência disso mesmo. O que queremos é continuidade, estarmos presentes em todos os momentos do jogo. Este é um resultado expressivo que pode ficar na história destes jogadores, porque são os jogadores que fazem a história, são eles que jogam. Agora, eu quero ter calma, confiar no processo, trabalhar na continuidade. Quero motivação máxima para jogar assim.”

O Nacional

“Quero deixar uma palavra aos jogadores do Nacional e ao treinador. Já estive do outro lado. Há um descontrolo emocional que se agrava com os golos sofridos. São dias maus e há que levantar a cabeça.”

As estreias de Ferro e de Florentino

“Nós conhecemos os jogadores. Agora, é dar-lhes tempo para entrarem neste patamar. Quando houvesse oportunidade de os puxar, ia chamá-los para treinar neste livre. Vi o Florentino a fazer desarmes e o Jonas com 34 anos a fazer desarmes. Estou satisfeito com os mais novos e com os mais velhos.”