Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Lage: “Os jogadores estão a fazer de mim treinador”

A análise de Bruno Lage à vitória no Dragão (2-1), que deixa o Benfica na liderança da Liga

Tribuna Expresso

OZAN KOSE

Partilhar

A vitória que dá a liderança

"É no treino e nos jogadores, é isso que eu acabei de dizer-lhes. Agradecer-lhes pela atitude mostrada no treino, em querer formar esta equipa que hoje se viu. Agradecer-lhes, porque de alguma forma estão a fazer de mim treinador. Tenho dito que o mérito é deles e esta caminhada de dois meses só tem sido realizada pelo trabalho que eles colocam em campo."

Análise do jogo

"A primeira parte foi muito boa, com enorme qualidade da nossa parte. Mantivemos o equilíbrio com o golo sofrido. Fomos à procura do nosso resultado e penso que, até ao 2-1, fomos a melhor equipa. Depois o jogo começou a ser equilibrado. O FC Porto começa a responder, faz alterações determinantes para tentar dar a volta ao resultado e nós, apesar da expulsão, fechámos o jogo de uma forma brilhante. Resultado justo, porque venceu a melhor equipa.

Gosto muito de usar a palavra equilíbrio. Digo-a muitas vezes porque é isto. Foi um golo cedo, de bola parada. O FC Porto entrou muito bem. Tentámos controlar isso e, aos poucos, sentimos que o jogo veio-nos parar à mão. Quando estávamos por cima do jogo, sofremos o golo. Emocionalmente, estivemos tranquilos. Sabendo o que temos de fazer em campo, vamos mais tranquilos para o jogo.

O FC Porto respondeu bem, abriu bem nas alas, a troca do médio para sair a três com o Danilo no meio. Nós fechámos com cinco defesas para não permitir cruzamentos, três médios para sair na transição – Gedson na direita e Cervi na esquerda – e mantivemos o avançado para segurar bola. Foi um jogo tático, duas equipas de enorme qualidade. Muito satisfeito, o que pensámos correu bem e deu certo."

O Benfica é agora o principal candidato ao título?

"Sim, mas a par com o FC Porto. Temos de manter o equilíbrio. Vamos continuar a jogar de três em três dias. Ainda há muitas coisas para evoluir e, jogo a jogo, aí vamos nós."