Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

"Chegámos até aqui a dizer que é jogo a jogo e partir de agora é final a final"

As declarações Bruno Lage e do adjunto do Feirense, Sandro Medeiros, no final do jogo entre Feirense e Benfica, que acabou com a vitória encarnada por 4-1

JOSE COELHO/LUSA

Partilhar

Bruno Lage

Falha de coordenação

"Campo muito difícil, com uma grande equipa. Independentemente da posição na tabela, o Feirense é uma belíssima equipa, está recheado de grandes valores e com um treinador de grande nível. A entrada foi um pouco dividida, sofremos um golo numa situação em que o Feirense é forte, na entrada do seu meio campo ofensivo, com fortes cruzamentos. Numa desatenção nossa, uma falha de coordenação entre o guarda-redes e o lateral permitiu o golo."

Vitória justa

"Entrada boa do Feirense e, da nossa parte, uma exibição a crescer a partir desse momento. Chegámos ao intervalo já a vencer e tivemos uma entrada de campeão [ndr: na segunda parte], como tínhamos de fazer, à procura do terceiro golo. Foi o que aconteceu e acabámos por fazer, com naturalidade, mais um golo. Vitória justa num campo difícil."

Paciência

"Houve um momento em que começámos a cruzar muita bola cedo e, perante esta equipa, tínhamos de saber construir bem. Isolar a pressão dos dois homens da frente, procurar os corredores e, quando estivessem fechados, procurar o corredor contrário. A dada altura, sentiu-se que a equipa não teve paciência de circular, mas é o sinal de que menos jogos e menos tempo. Há que ter paciência e não entrar em ansiedade, a equipa fez isso bem."

Taarabt

"Era procurar a sua qualidade individual, que tem muita e procurar os espaços interiores. Percebemos que poderia ligar bem com o Grimaldo e foi o que fez. Joga bem de frente para o jogo, reconhece quando joga de costas. E uma forte combinação com os homens da frente. Foi essa a nossa intenção, estamos muito satisfeitos com o Adel [Taarabt] e com toda a gente."

Ponto de partida

"Penso que é o ponto de partida, mas estamos a falar de jogadores habituadíssimos a estas circunstâncias. Chegámos até aqui a dizer que é jogo a jogo e partir de agora é final a final."

Sandro Medeiros

Resultado excessivo

"Claramente que é um resultado excessivo para o que foi feito. A primeira parte da nossa equipa foi muito bem conseguida. Conseguimos anular os pontos fortes do adversário, o jogo interior e o jogo entre linhas. Passámos a recuperar bolas aí e a passar para os corredores laterais, onde queríamos que houvesse combinações para atacar a profundidade e em cruzamentos. Conseguimos pôr em sentido uma equipa muito forte como o Sport Lisboa e Benfica."

Vicissitudes

"Com o tempo e algumas vicissitudes do jogo, acabámos por cair animicamente, mas também cometemos alguns erros que não podemos cometer, como nos golos de bola parada. Mas estamos muito contentes com a exibição da nossa equipa, principalmente com a transição ofensiva."

Lances polémicos

"Os lances que devem ter comentado na televisão. Vamos focar-nos no processo, naquilo que podemos controlar. Quem viu este jogo, principalmente na primeira parte, sentiu a injustiça de poder sair para o intervalo a ganhar e sairmos a perder."

Permanência

"Mantém-se tudo igual. No nosso próximo jogo, o objetivo é ganhar, somar os três pontos. As contas fazemos no fim."