Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Renovar com Salvio custou €2,9 milhões, comprar Gabriel quase €10 milhões

Entre prémio de assinatura e serviços de intermediação, a renovação com o argentino quase chegou aos três milhões. A contratação de Gabriel representou um investimento de quase 10 milhões

Pedro Candeias

Carlos Rodrigues

Partilhar

Num prospeto enviado à CMVM no âmbito de uma novo empréstimo obrigacionista, constam informações sobre contratações e vendas de jogadores.

Assim, lê-se, por exemplo, que Castillo foi contratado por 7,879 milhões de euros (passe e intermediários), que Conti custou 4,721 milhões, que adquirir 90% dos direitos de Svilar implicou um custo de €4,5 milhões, que o "custo zero" de Ferreyra chegou aos 4 milhões de euros (prémio de assinatura e intermediação), que a operação Alfa Semedo foi de 2,546 milhões e a de Odysseas 2,438 milhões. Recentemente, adquirir Gabriel teve um custo de 9,670 milhões (passe, intermediação, prémio de assinatura, atualização financeira) e a renovação de Salvio de 2,936 milhões (prémio de assinatura, intermediação).

Já sobre vendas, Semedo saiu para o Barcelona por €30 milhões (dos quais o Benfica recebem €25), Mitroglou para o Marselha por €15 milhões (7,6 milhões para o Benfica, após "compromissos com terceiros"), João Carvalho para o Nottingham Forest por 15 milhões (13 milhões para o Benfica, após intermediação), André Horta para os EUA por 5,285 milhões (4,778 milhões para o Benfica), Talisca para a China por 19,2 milhões (11 milhões para o Benfica após intermediação, terceiros), Castillo para o América do México por 6,964 milhões (perda de 866 mil euros) e Jiménez para o Wolverhampton por 38 milhões (ganho de 22,9 milhões)