Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Bruno Lage e (possíveis) reforços: "Teremos sempre de olhar para o mercado, mas primeiro temos de olhar para os 26 jogadores do plantel"

Na conferência de imprensa de antevisão ao encontro de sexta-feira com o Boavista, o treinador do Benfica sublinhou que quer um plantel "curto e competitivo"

Tribuna Expresso

MARIO CRUZ

Partilhar

Boavista

"Espero um jogo muito difícil, por tudo aquilo que o Boavista tem feito no campeonato, nomeadamente nos jogos em casa, nos encontros frente ao Sp. Braga, Sporting e FC Porto. Olhámos um pouco para esses três jogos e percebemos o valor da equipa, a sua forma de jogar. Defensivamente vamos ter de ser muito fortes nos confrontos individuais, disputar as bolas quer pelo chão como pelo ar com uma enorme vontade de as vencer e da nossa parte fazer o nosso jogo e criar oportunidades de golo"

"Olhámos para a estrutura da equipa, perceber o que é a sua organização, defensivamente é uma equipa forte, aguerrida, determinada, que defende com uma linha de cinco, forte pressão sobre a equipa adversária e depois aproveita bem os momentos de transição e o ataque à profundidade"

Seferovic

"O Seferovic é um trabalhador nato, por isso é que gostamos muito dele. Oferece muito à equipa e a partir do momento em que está disponível é isso que ele traz ao treino, a sua alegria, a sua dinâmica e a sua vontade enorme em ajudar a equipa no processo defensivo e marcar golos. É um jogador com uma vontade enorme de estar presente em todos os momentos e está pronto para avançar"

Golos sofridos

"Os golos a nosso favor surgem sempre em boa hora e contra nós são sempre em má hora. O que é importante é termos entradas fortes quer na 1.ª como na 2.ª parte e terminar também de forma muito forte, ou seja, sermos consistentes do primeiro ao último minuto, esse é que é o grande trabalho de equipa e é isso que eu procuro sempre"

Treinos fora de Lisboa

"Tivemos mais tempo juntos, tivemos a oportunidade de repartir o trabalho quer no campo quer em termos audiovisuais. Estando mais tempo juntos aproveitamos o tempo de forma mais significativa para trabalhar, sempre no sentido de evoluir individual e coletivamente"

Fejsa

"Uma coisa é a ideia coletiva que pretendemos desde início, a bola no pé e a dinâmica entre os jogadores, que a bola ande de jogador para jogador com alegria. Quando ficámos sem Tino e sem Gabriel e tendo a oportunidade de lançar o Taarabt para termos alguma qualidade na construção, sentimos que precisávamos de alguém mais forte nas transições defensivas e com mais sentido de equilíbrio. O mais importante é frisar aquilo que cada jogador pode dar em função do momento e de cada onze"

Reforços em janeiro?

"Temos 26 jogadores de campo mais três guarda-redes e sentimos que temos de contar com todos e dar oportunidade a todos. O nosso objetivo é ter um plantel curto, competitivo e que nos dê oportunidade de sermos fortes em todas as competições. Teremos sempre de olhar para o mercado e para as oportunidades, mas temos de olhar primeiro para os 26 jogadores de campo que temos no plantel"

Ausências no Boavista

"Acho que não vai sair fragilizado, o Boavista tem um plantel muito equilibrado. Quando se perde um ou outro jogador pode ser prejudicial, mas a vida é mesmo isso: não estando esses jogadores disponíveis, vão estar outros, motivados seguramente"