Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Bruno Lage e (ainda) o Clássico: "Terminou o jogo, cumprimentei o árbitro e após a conferência pedi-lhe desculpas por ter entrado em campo"

Na antevisão do jogo da 2.ª mão da Taça de Portugal, frente ao Famalicão, o treinador do Benfica falou, e muito, do Clássico. E frisou que no final do jogo se desculpou perante Artur Soares Dias

Tribuna Expresso

RONNY HARTMANN

Partilhar

A equipa depois do Clássico

“Fisicamente acredito que vai estar bem, os dados têm-nos mostrado que a equipa vai aparecer fresca. Em termos de motivação está desejosa que chegue o próximo jogo e quer dar uma boa resposta depois do que se passou no último encontro. Estamos num jogo que nos dá a possibilidade de jogar uma final”

Os três golos sofridos

“Não é uma questão individual, mas sim coletiva. Não basta termos a intenção de pressionar, também temos de bloquear as saídas do adversário”

Taarabt e o dente perdido

“Há dois tipos de agressividade: positiva nos jogos individuais, que é o que pretendemos, com bola ou sem ela. Depois qualquer jogo que é agressivo e que passa da lei, para isso estão lá os árbitros. Saímos do jogo sem pontos e com menos um dente”

Benfica e Famalicão vêm de derrotas

“As derrotas não têm peso nem para um lado nem para outro. São competições diferentes, as equipas encontraram-se há menos de uma semana e estão em pé de igualdade, porque esta diferença de 3-2 não nos dá garantias de nada. O resultado não belisca a nossa intenção de seguir em frente na Taça de Portugal. Nos últimos jogos temos sofrido alguns golos. Temos um jogo ofensivo com qualidade inegável, mas depois percebemos que sofremos três golos. Não é fácil marcar dois golos no Dragão e nós conseguimos isso por duas vezes. Quem marca dois golos naquele estádio tem de sair de lá com pontos”

Benfica é equipa previsível?

“Em termos ofensivos não. Eventualmente houve um momento da época em que sim, entre outubro e princípio de dezembro. Mas as indicações que a equipa tem dado em dezembro e janeiro mostram que a equipa consegue reinventar-se em função dos sistemas dos adversários. Temos pontos onde somos menos bons, durante muito tempo escondemos isso, neste momento as mesmas situações dão golo e por isso é mais visível”

Famalicão

“Coloca muita gente na linha da bola, dois médios em profundidade e dois médios na largura. São dinâmicas que não são muito usuais. É uma equipa muito competente na construção, a conduzir o jogo como bem entende”

O que disse a Soares Dias

“Não costumo falar de árbitros nem vou comentar. Mas vou dizer o que aconteceu no último jogo: terminou o jogo, cumprimentei o árbitro e após a minha conferência pedi-lhe desculpas por ter entrado em campo. Ele recordou que tinha acontecido já pela 2.ª vez e que tinha de me mostrar o amarelo”