Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Luís Filipe Vieira: “Nunca mais me vou esquecer da denúncia anónima do ‘Mala Ciao’. Ridícula. Quem a fez? O FC Porto, claro”

Em entrevista à BTV, em vésperas do recomeço do campeonato, o presidente do Benfica sublinhou a capacidade dos encarnados na resposta a crise, mas alerta para dificuldades caso o campeonato pare outra vez. Luís Filipe Vieira deixou ainda o desejo de ver um Benfica com mais jogadores made in Seixal e não colocou de parte um regresso de Jorge Jesus à Luz, ainda que frise que Bruno Lage é para continuar, mesmo que não seja campeão

Tribuna Expresso

JOSÉ SENA GOULÃO

Partilhar

Mensagem final

“Aos adeptos poderei dizer que vamos entrar com todo o gás, estamos com um ponto de atraso, mas se fizermos 30 pontos acredito que podemos ser campeões. Em termos de futuro sabemos que vamos ter dificuldades, mas estamos preparados para elas. As nossas decisões estão sempre em prol do Benfica. Vamos ganhar o campeonato da credibilidade. Nestes anos todos nunca incumprimos com ninguém. Não podemos perder esse título. Se for preciso trabalharemos dia e de noite e neste momento é importante que todos estejamos juntos”

Modalidades

“Não podemos gastar aquilo que não temos. Mas é possível ter alguma competitividade. O que se está a fazer no Benfica é ser realista e quem está à frente do Benfica com o dinheiro disponível tem a obrigação de fazer equipas competitivas. Vou baixar a fasquia do dinheiro mas a competitividade pode ainda ser maior. Não vou acabar com nenhuma modalidade”

Eleições de outubro

“Não quero pensar nisso. O país vai atravessar uma situação complicada e o futebol também. É muito importante para nós o campeonato da credibilidade. Ainda não tenho lista nenhuma. Haver outros candidatos mostra que o Benfica tem muita vitalidade. Com o Rui Gomes da Silva não se passou nada. Ele antes dizia que eu era o melhor presidente da história do Benfica. Faz sentido que agora diga mal? Está sempre a dizer mal do Benfica, está sempre a dar alegrias aos nossos inimigos, qualquer dia está no Porto Canal”

Luís Nazaré

“Qualquer coisa no Benfica é crise. Sou muito amigo do Luís. Havia duas versões e o Luís entendeu que era a sua versão que devia prevalecer. É um grande benfiquista. Não vale a pena andarem aqui com situações que não faz sentido nenhum. O Benfica precisa de estabilidade. Ainda ontem falei com ele e está tudo resolvido”

Pedro Proença e saída da Liga

“Se houve alguém que o apoiou fui eu. Eu ao ler aquela carta fiquei indignado porque ninguém pode falar em nosso nome sobre os nossos direitos. Nunca tive conhecimento da carta, nem o representante do Benfica na Liga. Tivemos de sair. Não tenho nada contra o senhor Pedro Proença, a decisão é dele. O Benfica saiu da Liga, não tem nada de opinar. O dia que ele quiser falar comigo posso-lhe explicar tudo”

Em 2028 poderá haver centralização dos direitos. Mas há temas que têm de ser tratados até chegar aí, sobre a forma de distribuição. Mas isso é o Domingos Soares de Oliveira que vai tratar”

Justiça

“Acredito muito na justiça e que o Benfica não vai ser chamado por algo que não fez. Já me viraram a vida ao contrário. Sou alguém que incomoda e para alguns era bom não estar à frente do Benfica. Estou de consciência tranquila sobre todos esses processos. Eu nunca poderei ser condenado por algo que não fiz e por isso confio na justiça. Nunca mais me vou esquecer da denúncia anónima do ‘Mala Ciao’. Ridícula. Quem a fez? Os do costume. Norte. Se estou a falar do FC Porto? Claro”

Retoma, há quem não a deseje?

“Há muita hipocrisia no futebol. Há gente que não estava interessada que o campeonato recomeçasse. Há alguns em que a internet vai abaixo na hora de fazer os calendários. Nós queremos ganhar dentro do campo e não na secretaria. Não quero fazer alianças para destruir ninguém. Já houve algumas para destruir o Benfica, a última com essas duas pessoas [Pinto da Costa e Bruno de Carvalho]. A estrutura do Benfica é muito superior a qualquer outra”

TIAGO MIRANDA

Jorge Jesus

“Isso é a comunicação social que tem de ter notícias. Reparem, a mudança do meu número de telefone foi notícia. Não vou esconder que falo com o Jorge, falo com ele, tirando aquele ano em que ele foi para o Sporting. Mas tenho uma grande relação com ele, é um grande treinador. Não posso dizer desta água não beberei, daqui a uns anos não sei. É um grande profissional, teve um modelo de jogo que galvanizou muito os sócios, acho que está ultrapassada a saída dele, mas neste momento o Bruno Lage é o melhor treinador para o Benfica”

Bruno Lage

“O Jorge Jesus quando veio para o Benfica ganhou o primeiro ano e depois perdeu uma série de campeonatos. O Bruno Lage fez um trabalho fantástico no ano passado e nas condições que sabemos. Este ano começámos bem e depois houve um percalço. Estou satisfeito com Bruno Lage, é o treinador ideal para o projeto do Benfica. Vai continuar, independentemente de ser ou não campeão. Passou-se ali um período em que não tivemos à altura mas agora vamos estar preparados para ganhar. Eles sabem o que têm pela frente e queremos os dois títulos”

Projeto europeu

“O Benfica para sonhar ser campeão europeu tem de ter uma base formada no Seixal, com a mesma identidade. Mas isso leva tempo. Deixem-nos trabalhar. Eu não sou dono da verdade, mas é o que eu penso. O Benfica neste momento não tem essa base, mas acho que este ano poderia ter passado a fase de grupos. Não passou, porque o futebol é isto mesmo. Agora terminar com zero pontos… isso não. Com o plantel que temos acho que podemos fazer mais e melhor”

Mercado de transferências

“O Benfica tem uma equipa formada. O Benfica hoje não precisa de comprar caixotes, é um jogar para aqui, outro para ali. O Lema foi dos melhores do campeonato argentino, se é jogador do Benfica porque é que vamos comprar?”

“Eu tenho uma relação com o David Luiz de pai para filho. Ele vai renovar com o Arsenal com dois anos, ainda ontem falei com ele. O dinheiro que ele ganha em Inglaterra é impensável o Benfica pagar. Mas se chegar o dia em que ele se chatear… será como o Rui Costa, que me disse para eu pagar o que eu entendesse quando voltou. O David Luiz ganha 7 milhões por ano. Ele vai ser pai, tem 33 anos, tem de ganhar dinheiro. Só poderia vir nas nessas condições. Qualquer ex-jogador do Benfica sabe do ambiente familiar que tem dentro desta casa. Isso deixa-me feliz, ver o reconhecimento que têm pelo Benfica. Se o Benfica tivesse a capacidade financeira de outros clubes ninguém saía daqui. Há um jogador que acaba contrato com 27 anos e que diz que já não vai renovar, que quer voltar ao Benfica, não posso dizer quem é. Esse garanto que volta”

Investimentos

“O Benfica tem um departamento de scouting muito bem organizado. E tem o Rui Costa, o Tiago Pinto e o nosso treinador. O Benfica quando contrata o jogador tem uma estrutura comprometida com essa aquisição. Eu apareço na reta final. Tenho tentado passar a minha experiência para o Tiago Pinto. O Vinicius era uma paixão minha, toda a gente criticou e agora vamos ver por quanto vai sair. Temos o Weigl. O RDT foi aprovado por todos nós, mas ele não se adaptou a Portugal. Mas o Tiago vendeu-o por mais do que nós comprámos. Não houve engano nosso, ele foi para Espanha marcar golos. O investimento se se vai manter… vamos ver. Vamos fazer contratações cirúrgicas”

“Nós no plantel principal temos 8 jogadores da formação, mais 8 a treinar com a equipa. O Benfica não os quer vender. O Benfica não pode pensar que estes jogadores são para emprestar. Temos de criar espaço para eles competirem e se o mundo ficarem ao contrário eles têm de jogar. Alguns dos jovens que agora estão a treinar, já há muito que se fala deles. Não podemos pôr lá todos de uma vez. Mas estes jovens que temos dava para fazer uma equipa na 1.ª Liga e era para lutar pelo título, ia ferver”

Comissões

“Há alguns que andam perto dos nossos valores e vá ver os resultados que eles têm. A justificação está nos livros do Benfica, está tudo contabilizado. Todas as movimentações do Benfica deixam um rasto, ainda bem que houve as buscas porque está tudo bem no clube. Há quem critique o Jorge Mendes, mas há quem lhe pague 15 ou 16%, o Benfica nunca lhe pagou isso. Tem ganho dinheiro com o Benfica, mas o Benfica também ganhou rios de dinheiro com ele. Não estamos dependentes do Jorge Mendes, trabalhamos com muita gente. Sou próximo dele. Vendemos o João Félix quando eu estava de férias”

José António dos Santos

“Quando foi decidido lançar a OPA, foi à noite, eu liguei-lhe, ele não atendeu. No dia seguinte falei-lhe e ele não sabia. Nem em casa falei disso. Em seis meses não saiu nenhuma notícia de que estávamos a negociar. É fácil e fui muito assediado dentro das parcerias que estamos a fazer… mas eu não quero qualquer investidor para o Benfica. Houve abordagens, mas o Benfica tem de ter 95% da SAD”

RUI MINDERICO

OPA

“Eu tenho uma visão empresarial para o Benfica. Era a altura ideal para fazer a OPA porque tínhamos cash em caixa. Quando foi o aumento de capital da SAD do Benfica houve 24 mil pessoas que subscreveram ações do Benfica, mas era preciso colocar 20 milhões de euros e houve 5 pessoas que meteram esse dinheiro. Uma das quais eu. O Benfica até hoje tem assumido todos os compromissos. O Benfica está grato a estas pessoas. A OPA foi chumbada por uma parte técnica que eu não sou especialista. O Benfica sempre foi transparente. O Benfica deu toda a informação. Nunca me vão poder acusar de conflitos de interesses, eu não tenho. Tudo é feito com transparência, não me podem acusar de nada, só de trabalhar muito. Se eu disser às pessoas quanto tempo passo no Benfica elas não acreditam. Isto para mim é um caso encerrado”

As críticas dos adeptos

“Há desconhecimento por parte das pessoas. Trazer um clube para cima, da lama, cumprindo as suas obrigações. As pessoas acham que vendo jogadores por minha vontade. Já imaginaram como se sustenta uma casa destas? Se não tivesse havido este problema de saúde, os benfiquistas teriam tido uma grande surpresa. Se não fosse a pandemia, nas próximas eleições ia dizer ‘O Benfica não deve nada a ninguém’. Era o meu sonho, mas com a pandemia… As pessoas não têm noção exata do que é o Benfica, há jovens que acham que o Benfica foi sempre assim. Os anos 60 foram anos de ouro do Benfica e em 2000 e aí nem as pedras da calçada eram nossas. A minha missão e do Manuel Vilarinho era recuperar o Benfica. Eu acho que fizemos um trabalho que dificilmente alguém fazia em 20 anos como nós fizemos”

“Nós só não estamos em crise como alguns porque fizemos um trabalho de casa bem planeado nos últimos 7 anos. Graças a esse trabalho conseguimos chegar aqui. Se as coisas normalizarem, aí nós vamos arrancar mais uma vez a sério. Se continuar, daqui a seis meses não sei se não estaremos também em crise. Se algum dia avançarmos para uma situação drástica, temos de tomar decisões drásticas, mas vai custar-me muito. As contas do Benfica são as melhores de sempre, de certeza. Mesmo assim há críticos”

Vendas

“O Benfica terá de recorrer ao mercado de empréstimos, se tiver de ser um, ou dois, será para estar no mercado a sério. Ainda há pouco tempo pagámos 75 milhões de euros de um empréstimo obrigacionista. O que estava planeado para este ano não vamos conseguir fazer. Mas temos de saber como vamos continuar a ser autónomos. Nunca iremos vender jogadores ao desbarato. Temos de arranjar outras fontes de receitas. A solução ideal é não haver mais paragens no campeonato. Hoje não podemos planear nada a um mês de distância. Mas se houver uma crise muito profunda, se tiverem de ir os anéis vão os anéis, mas os dedos vão ficar. Recebi uma proposta de 60 milhões pelo Vinicius em janeiro e não o vendi. Ele está tabelado em 100 milhões de euros. Se não fosse a pandemia, o Benfica tinha dois jogadores vendidos por 200 milhões”

Receitas

“Neste momento não há nenhum clube desafogado. Vamos estar preparados para os próximos cinco, seis meses, mas não sabemos o que aí vem e temos de estar preparados. Não quero ver ‘O Benfica não cumpriu com este clube’. Nem que tenhamos de trabalhar dia e noite. Já houve uma crise muito profunda no Benfica e com capacidade de trabalho conseguimos vencê-la. Mas imagine que não há competições europeias? Temos um problema gravíssimo. Se porventura tivemos quebras de receitas temos de ir à dívida. Mas temos uma capacidade de recuperar muito forte. Já perdemos 20/25 milhões de euros com esta crise, isso é certo”

Crise

"A crise é muito profunda, tanto em Portugal como no Mundo. Baixar ordenados não está nos meus planos. Foi uma das coisas que disse logo. Não está no meu horizonte despedir pessoas. Há uma coisa que sabemos: temos de começar a gerir o Benfica de forma diferente. Agora não sei se até dez dias não se pára o campeonato, se há competições europeias. É gerir no dia a dia. Quando tudo normalizar, seja quando for, estamos preparados para recuperar. Os benfiquistas nunca me verão vergado"

O passado

"Todos devemos ter orgulho do título da credibilidade. Quando o Manuel Vilarinho chegou ao Benfica tínhamos 10 meses de salários em atraso nas modalidades. E quando eu cheguei à presidência ainda eram nove. Era como uma família pobre, tínhamos de ir distribuindo o pão. Não podemos perder o título da competitividade"