Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Autocarro do Benfica foi apedrejado na autoestrada. Weigl e Zivkovic ficaram feridos

Um dos autocarros que transportou a equipa do Benfica do Estádio da Luz para o centro de treinos do Seixal, após o empate (0-0) com o Tondela, foi apedrejado à saída da autoestrada, confirmou fonte oficial do clube à Tribuna Expresso. Zivkovic ficou ferido devido a estilhaços de vidro, que também atingiram Julian Weigl

Diogo Pombo

TIAGO PETINGA

Partilhar

Um de dois autocarros do Benfica que transportou a equipa, esta quinta-feira, do Estádio da Luz, em Lisboa, para o centro de treinos do clube, no Seixal, após o jogo com o Tondela, foi apedrejado à saída da autoestrada (A2). A informação foi confirmada por fonte oficial do clube da Luz à Tribuna Expresso.

As pedras arremessadas quebraram os vidros de um dos autocarros, cujos estilhaços atingiram Julian Weigl e Andrija Zivkovic, sendo que apenas o sérvio terá sofrido ferimentos. Ambos, porém, terão sido transportados para um hospital, já depois da chegada da equipa à academia do clube. Nenhum dos autocarros parou aquando do apedrejamento.

Tudo aconteceu após o Benfica empatar (0-0) com o Tondela no primeiro encontro que fez após a suspensão do campeonato devido à pandemia de covid-19.

Segundo o que foi possível apurar, Zivkovic sofreu ferimentos nos olhos. Quanto ao jogador alemão, é a segunda vez na carreira que está presente neste tipo de acontecimento.

Em abril de 2017, quando ainda representava o Borussia Dortmund, o autocarro em que a equipa viajava antes de um jogo foi atacado foi engenhos explosivos colocados na estrada. Marc Bartra, então companheiro de Weigl na equipa alemã, ficou ferido, assim como um agente da polícia alemã.