Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Bruno Lage já não é treinador do Benfica

Depois de uma série de maus resultados e da perda da liderança da Liga, Bruno Lage deixa o Benfica

tribuna expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

Luís Filipe Vieira não foi taxativo na conferência de imprensa, mas fonte oficial do Benfica garantiu à Tribuna Expresso que o presidente dos encarnados aceitou o pedido de demissão do treinador Bruno Lage após a derrota inesperada na Madeira, com o Marítimo (0-2). Assim, pouco mais de um ano depois de ter assumido a liderança do Benfica, e de ter conquistado o campeonato nacional de 2018/19, Bruno Lage deixa o clube da Luz.

Foram 76 jogos - 51 vitórias, 12 empates e 13 derrotas - a orientar a equipa principal do Benfica, depois de 15 partidas pela equipa B, já que Bruno Lage só assumiu o cargo a 3 de janeiro de 2019, depois de Rui Vitória abandonar o clube, então com o FC Porto a liderar a Liga.

Esta época, o Benfica já atravessa uma má fase antes da paragem devido à pandemia de covid-19, depois de exibições pouco consistentes e de uma derrota frente aos portistas, em fevereiro, que marcou o início do declínio de resultados, também ressalvado pela eliminação da Liga Europa, frente ao Shakhtar Donetsk.

Nos 12 jogos que sucederam ao clássico perdido no Dragão, o Benfica contabilizou quatro derrotas, seis empates e apenas duas vitórias - tendo entretanto deixado o FC Porto isolar-se na liderança do campeonato, com mais três pontos, à 28ª jornada.

Nos cinco jogos após a retoma da prova, a equipa de Bruno Lage somou exibições desapontantes, tendo empatado com Tondela (0-0) e Portimonense (2-2), vencido o Rio Ave (2-1) e perdido com o Santa Clara (4-3) e Marítimo (0-2).

Bruno Lage tinha renovado contrato com o Benfica em dezembro de 2019, até 2024, e tinha uma cláusula de rescisão de 20 milhões de euros.

Recorde-se que, a 1 de junho, Luís Filipe Vieira tinha garantido, em entrevista à BTV, que Bruno Lage iria continuar no Benfica, independentemente do desfecho da época 2019/20. "O Jorge Jesus, quando veio para o Benfica, ganhou o primeiro título e depois perdeu três seguidos. As críticas eram constantes. Mesmo a ganhar campeonatos, havia sempre críticas. O Bruno Lage, que eu conheço perfeitamente, fez um trabalho fantástico contra todas as expetativas que as pessoas podiam ter no ano passado, com grandes registos na história do Benfica. Estou ano começou bem, depois sucedeu um percalço a sério – perdemos 7 pontos. Estou satisfeito com o trabalho dele, mas é normal a contestação, é o lado emocional. Eu compreendo, mas deste lado também não posso reagir a quente nem emocionalmente. Bruno Lage é o treinador do Benfica, o ideal para o projeto que temos. Vai continuar, independentemente de ser campeão. O Bruno Lage é dedicado, tanto ele como a sua equipa trabalham o dia todo, chegam de manhã e saem à noite, são muito metódicos, temos tido um crescimento muito grande em todos os sentidos."