Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Veríssimo: “Quando há contas a ajustar as coisas normalmente não correm muito bem”

O treinador do Benfica lançou o dérbi de sábado, contra o Sporting, garantindo que a pressão é igual para as duas equipas

Lusa

picture alliance

Partilhar

O dérbi da última jornada da I Liga de futebol "tem a mesma importância para o Benfica que para o Sporting", considerou hoje o treinador dos 'encarnados', Nelson Veríssimo, ao lançar a partida de sábado, na Luz.

O técnico interino do Benfica sublinhou que o objetivo da sua equipa "passa por ganhar o jogo", tal como "será também o do Sporting" e, nesse sentido, perspetivou um encontro "disputado, com intensidade elevada e duas equipas à procura de vencer".

"Vai ser um jogo difícil, é sempre um dérbi, que desperta outras emoções. É pena não termos o nosso público, mas acredito que vai ser um bom jogo de futebol. Espero um Sporting atrevido e a querer assumir [o jogo], mas deste lado também vai estar uma equipa a querer fazê-lo e a criar muitas situações [de golo]", anteviu Veríssimo em conferência de imprensa, no Seixal.

O sucessor de Bruno Lage admitiu que, por ser contra o Sporting, o jogo de sábado "terá outra dimensão", mas assegurou, também, que "o foco não muda" e garantiu que "não há contas a ajustar" com Ruben Amorim por ter vencido esta época na Luz, por 1-0, na 21.ª jornada, quando ainda treinava o Sporting de Braga.

"Quando há [contas a ajustar] as coisas normalmente não correm muito bem. Há, sim, uma grande vontade de fazer um bom jogo, reconhecendo qualidade ao adversário", desvalorizou Nelson Veríssimo.

E se o Benfica já não tem metas a cumprir no campeonato, o mesmo não se pode dizer de Pizzi e Vinícius, que lideram a lista de melhores marcadores da I Liga com 18 e 17 golos, respetivamente, o que levou Veríssimo a pedir concentração no coletivo, apesar de saber que "obviamente, vão lutar por esse objetivo".

"Percebo que estejam na luta, mas temos de ver que os objetivos coletivos estão sempre à frente dos individuais", vincou o treinador das 'águias'.

Por fim, voltando à contratação de Jorge Jesus, o técnico tornou a desejar "felicidades" ao seu sucessor porque "o seu sucesso será o dos benfiquistas" e desvalorizou o efeito que podem ter nos seus jogadores as notícias que dão conta de intensas movimentações do clube no mercado de transferências desde o anúncio oficial do novo técnico.

"Todos os anos as entradas e saídas acabam por acontecer. Do que me diz a experiência e do que vejo, não os sinto [os jogadores] afetados. Acaba por ser uma situação normal, com a qual lidam todos os anos. Naquilo que é o dia-a-dia e a confiança deles, não vejo nenhuma situação anormal", assegurou.

O Benfica recebe o Sporting no sábado, às 21:15, no Estádio da Luz, numa partida da 34.ª jornada que não terá qualquer efeito na classificação dos 'encarnados', enquanto os 'leões' ainda lutam por manter o 3.º lugar.

O Sporting precisa de fazer pelo menos um ponto para impedir a ultrapassagem do Sporting de Braga, ou que os bracarenses não vençam o FC Porto na partida que tem início no mesmo dia e à mesma hora no Estádio Municipal de Braga.