Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

“Até o Cantanhede dava 3 milhões pelo Vinicius”. Afinal, José Cid não apoia Vieira e diz que “punha lá Moniz e a mulher”

O jornal "Record" confrontou o músico por este figurar na comissão de honra de Luís Filipe Vieira. O cantor garante que não está e é crítico do atual presidente

Rich Fury

Partilhar

Na lista da comissão de honra de Luís Filipe Vieira figura o nome de José Cid, popular músico português que conquistou, por exemplo, o Festival da Canção de 1990 e compôs várias canções que fazem parte do imaginário nacional.

Acontece que José Cid garante não ser apoiante de Luís Filipe Vieira nestas eleições. Em declarações ao jornal "Record" desta sexta-feira, Cid acusa a candidatura do atual presidente de usurpação do seu nome; ao mesmo jornal, fonte próxima de Vieira assegura que o cantor só está na comissão de honra, pois o agente do mesmo terá assentido.

Ao jornal desportivo, Cid é taxativo: "Não tenho agente. O Benfica parece um mercado de importação e exportação de jogadores. Saiu o melhor marcador do campeonato [Vinicius, para o Tottenham]: 3 milhões de euros até o Cantanhede FC pagava. Eu punha lá o Moniz [José Eduardo Moniz, que estará de saída da direção do Benfica] e a sua mulher, Manuela Moura Guedes"