Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Jorge Jesus: "Hoje já não se fala em dérbi de Lisboa, não sei se este é o Belenenses ou não, mas enfim"

O treinador do Benfica, à BTV, disse que a sua equipa "não precisa de um grande caudal ofensivo para marcar" golos, porque é "muito forte a sair". E assumiu que vai mudar mais jogadores na quinta-feira, contra o Standard Liége (Liga Europa)

Tribuna Expresso

Gualter Fatia

Partilhar

O triunfo

"Objetivo foi alcançado, vencemos mais um jogo. Foi um bom pormenor não sofrer golos. Jogámos com uma equipa bem organizada defensivamente, que esperou por um momento de contragolpe ou de bola parada e nós nunca lhe demos essa hipótese. Porque se nós não sofrermos golos, em qualquer momento podemos fazer. Somos uma equipa muito forte a sair, não precisamos de um grande caudal ofensivo. Podíamos ter feito mais um ou outro."

O antigo dérbi

"Hoje já não se fala no dérbi de Lisboa. Estava habituado ao dérbi, hoje já não sei se este é o Belenenses, mas bom, é com pena minha. Mas eles têm um sistema é muito amplo e muito profundo, que faz com que as equipas tenham que correr muito. Cinco jogos e cinco vitórias e quinta-feira temos mais um jogo."

As mudanças

"Quinta-feira vou mudar outra vez a equipa. Há que fazer alterações, não há tempo para recuperar. Começa a haver sinais de fadiga e vou ter que saber mexer para quinta-feira [contra o Standard Liège, para a Liga Europa]. Eu nunca mexo muito, mas já notei que há jogadores que estão nos limites de fadiga acumulada. Contra o Standard, vamos mexer outra vez".

Cinco vitórias

"O mais importante são as cinco vitórias. Desde 1982-83 que não conseguíamos isto? Representa que começámos bem o campeonato, mas há uma competição muito longa para discutir. Todos são precisos e vai sempre haver rotatividade para ter jogadores frescos na quinta-feira".

GRIMALDO

Vou ser obrigado a mudar [Grimaldo lesioando]. DEpois há outros com sinais de fadig