Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Jorge Jesus: "Gostei muito da primeira parte. Faltou aparecerem mais os nossos dois avançados"

O treinador do Benfica elogiou, na conferência de imprensa após a vitória (0-1) frente ao Paredes, a exibição da equipa até ao intervalo do jogo que deu a passagem à 4.ª eliminatória da Taça de Portugal

Tribuna Expresso

JOSÉ COELHO/LUSA

Partilhar

A análise ao jogo

"Estes jogos costumam trazer surpresas, mas foi tudo muito equilibrado. O Benfica esteve sempre perto de fazer o 1-0 e depois o 2-0. Fizemos uma primeira parte muito boa, com qualidade, não deixámos o Paredes sair de uma situação de organização defensiva para o contra-ataque. Lembro-me de três oportunidades de golo na primeira parte, uma do Ferreyra, outra do Cervi e outra jogada com muita qualidade. Gostei muito da primeira parte, sabendo que nos faltou aparecerem mais os nossos dois avançados, que não tiveram muita bola.

Na segunda parte manteve-se a ideia. Achei que o Ferreyra e o Gonçalo Ramos tinham de fazer mais a diferença neste jogo e acabei por os tirar. Não foi tão brilhante como a primeira parte."

O que há por melhorar

"Há muito a fazer, não tenho dúvidas. Mas não é só no plano técnico-tático, mas também com outros pormenores e valores que entendo serem essenciais para uma equipa ser campeã. Isso só se faz com tempo e trabalho, demora mais tempo, é um trabalho à parte, vocês não sabem o que estou a dizer mas eu sei. Este jogo foi importante parar percebermos e analisarmos o contexto dos jogadores que não têm jogado.

Hoje, de início, só jogaram dois jovens, mas depois entraram mais três para fazermos uma avaliação e este jogo foi muito importante para isso."

Muitos testes, muitas caras novas

"Tínhamos nove jogadores na convocatória da equipa B. Uma coisa é treinar, outra é a competitividade, é jogo a sério. Portanto, isto foi muito bom para testar e perceber e as comparações entre os que têm jogado mais e os que não têm jogado tanto. Porque podemos perder jogadores de um momento para o outro por causa da covid. Temos de trabalhar para estarmos preparados se acontecer alguma coisa.

O Benfica ganhou por 0-1 mas podia ter ganhado por dois ou três. O resultado foi equilibrado, mas o jogo não. Mesmo os treinadores de divisões inferiores já sabem posicionar muito bem as suas equipas, são muito disciplinadas taticamente, o que dificulta a tarefa ao opositor. E na Taça, que se joga a só um jogo, isso fica à mostra."

Gonçalo Ramos e Ferreyra

"Do Gonçalo esperava mais, tem treinado e jogado com a seleção, esperava mais dele. Do Ferreyra, pronto, só treina connosco há um mês e não tem jogado."

Os golos que não se sofreram

"Claro que me preocupa, o Benfica até à 5.ª jornada era a equipa com menos golos sofridos e, só nos dois anteriores, sofreu seis. São problemas que identificámos e sabemos quais são. Trabalhar em cima dessa preocupação não foi possível desde o jogo com o Braga, porque os dois centrais foram para as seleções. Os que jogaram hoje estiveram muito bem e posso dizer o mesmo em relação ao Helton Leite, mas os avançados do Paredes não puseram cenários muito difíceis, é contra jogadores com mais qualidade que a gente vê."