Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jesus avisa: "Vamos ser muito mais apertados [em Glasgow] do que fomos no Estádio da Luz"

À SportTV, o treinador do Benfica lançou um prognóstico sobre o jogo de quinta-feira, com o Rangers, na Escócia, a contar para a Liga Europa. E referiu-se também às ausências provocadas por testes positivos à covid-19

MANUEL FERNANDO ARAUJO

Partilhar

As duas questões

"Uma vitória será muito importante por duas questões: por um lado garante praticamente o apuramento e, por outro, permite que nos restantes jogos possamos gerir a equipa conforme o campeonato português. O Rangers é um adversário forte, que aqui, na Luz, mostrou um posicionamento complicado, um sistema de jogo agressivo, mas estamos a trabalhar para que possamos fazer um bom jogo e trazer a vitória de Glasgow".

As diferenças

"Vamos estar muito mais apertados do que o que estivemos no Estádio da Luz [3-3], mesmo a jogar com 10. Temos de saber defender bem, porque isso é uma das características da minhas equipas".

A covid-19

"Fui habituado muito cedo, no Brasil, a ter de trabalhar em cima de jogadores contagiados [Benfica tem Darwin, Taarabt e Weigl infetados] e comecei a conhecer essa realidade. Pode ser muito complicado para muitas equipas. Por muito cuidado que tenhamos, as viagens são um perigo. Fico com o coração nas mãos quando os jogadores vão às seleções. Às vezes, alguns jogadores que não são a primeira opção passam a ser e surpreendem-nos. Há males que vêm por bem".