Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jorge Jesus: "Tinha dito ao Vertonghen: 'quando fizeres um golo de bola parada vou mandar um foguete'. E eu fingi que mandei um foguete"

Após a vitória (4-0) contra o Lech Poznan que garantiu a passagem aos 1/16 de final da Liga Europa, e além de falar do gesto que fez após o central belga se estrear a marcar pelo clube, o treinador do Benfica disse que "é preciso ter muita qualidade técnico-tática" para defender da forma como a equipa o faz

Tribuna Expresso

Pedro Fiúza/NurPhoto via Getty Images

Partilhar

A análise ao jogo

"Fechámos o apuramento, era o que queríamos, com muitos golos marcados. Portanto, agora como é óbvio vamos esperar pelo sorteio. Mas gostei do jogo, a equipa fez as coisas fáceis, foi uma equipa muito criativa na zona de decisão, e muito eficaz. Tivemos duas ou três oportunidades para fazermos mais do que quatro golos, mas também era importante não sofrermos para a última linha ter esse sinal.

A equipa fez um bom jogo, mas durante 93 minutos não esteve sempre por cima, isso não existe. Passamos a maior parte dos jogos a defender e a atacar dentro do meio-campo adversário e isto é um desgaste enorme. É preciso ter muita qualidade técnico-táctica para defender desta forma."

A qualificação para os 1/16 avos de final da Liga Europa

"Esta Liga Europa já não é a Liga Europa de há uns anos. Hoje, chegas aos oitavos e quartos-de-final e levas com equipas que caíram da Liga dos Campeões. E pronto, temos de estar preparados para isso."

Quando Vertonghen marcou, Jesus apontou para o céu

"Porque lhe tinha dito: 'quando fizeres um golo de bola parada vou mandar um foguete'. E eu fingi que mandei um foguete".

O regresso de Darwin Núñez com um golo

"O Darwin não engana ninguém, esteve oito dias parado e chegou aqui e não pareceu. É um atleta puro e isso depois faz a diferença tecnicamente. Tem todas as características para ser um dos melhores. Se tiver um equilíbrio de carreira, penso que vai fazer uma carreira de nível."

16 golos marcados na Liga Europa

"Representa a forma como olho para o futebol, sempre numa vertente ofensiva, olho defensivamente para o futebol sem estar muito preocupado em defender com muitos jogadores, porque passa muito tempo a pressionar no meio campo adversário. Olho mais para o jogo a pensar em marcar e fazer golos, para proporcionar golos e espetáculo aos espetadores."