Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jorge Jesus: "Estamos a mudar o pneu com o carro em andamento. Covid? Perdi seis quilos mas já estou pronto para outra"

O treinador do Benfica, ainda a recuperar a melhor forma, destacou os primeiros 45 minutos da sua equipa e as oportunidades perdidas. Sublinha ainda que o Benfica está numa espécie de "pré-época" e que a rotação de jogadores no onze têm ajudado a melhorar a equipa

Tribuna Expresso

Gualter Fatia/Getty

Partilhar

O jogo

“Era importante hoje fazer golos na Amoreira e ganhar, se possível. Saio satisfeito pelo resultado e pelo jogo. Principalmente os primeiros 45 minutos tivemos um futebol de grande qualidade, várias oportunidades de golo, às fez foi por jogarmos bem demais que não fizemos golo como as duas bolas do Rafa. Intensidade muito alta. A equipa do Estoril foi uma vez à nossa baliza e fez golo, uma vez na 1.ª parte. Nós também não estamos com a sorte de jogo, se estivéssemos com a sorte do jogo tínhamos chegado ao intervalo a ganhar por 4-0. O Estoril apresentou uma ideia de jogo interessante para uma equipa da 2.ª Liga, mas com capacidade para estar na 1.ª, não é fácil parar a primeira saída de bola deles. Na 2.ª parte não tivemos tanta qualidade e acabámos por fazer dois golos e podíamos ter feito mais, o futebol é isto, não tem lógica nenhuma, mas as equipas que têm qualidade, pode demorar, mas acabam por ganhar”

Mexidas na equipa

“Em relação ao Famalicão pus cinco jogadores novos a jogar, a equipa não tem treinado. Agora treina, tem jogos em cima de jogos, mas treina, depois de dois meses sem treinar, em que a equipa perdeu competitividade, intensidade. Como é que eu melhoro a equipa individualmente para melhorar coletivamente? É nisto, metendo cinco jogadores, no próximo mais cinco jogos, e é como se estivéssemos a fazer uma pré-época. É um trabalho que estamos a fazer em cima do jogo, com o carro a andar, a mudar o pneu com o carro em andamento, mas tem de ser assim. O Rafa já esteve no jogo, o Waldschmidt também vai voltar e vamos melhorar”

Importância da Taça

“A Taça de Portugal é o 2.º trofeu mais importante. Todos gostam de estar, todos gostam de ganhar, independentemente do que acontece no campeonato este troféu continua a ser muito importante para o Benfica. E para todas as equipas”

Mais confiança

“Não é só estar mais confiante, já corremos mais, já temos mais intensidade. E ganhando ficamos mais confiantes. Já não sentes os jogadores a arrastarem-se, a faltar intensidade. A equipa está a recuperar o seu patamar e melhorando individualmente”

A saúde de JJ

“Se tivesse jogado não conseguia jogar, mas já tenho os pulmões bem abertos, já posso gritar. Sei quanto me custou, quantos dias estive sem conseguir respirar. Sei o que é a covid, perdi seis quilos mas já estou pronto para outra”