Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

Jorge Jesus: "Disse que ia por o Benfica a jogar o dobro, mas tinha que os treinar e durante quase dois meses não pude treinar"

Na antevisão ao jogo deste domingo (20h15, Sport TV1), em casa do Farense, o treinador do Benfica lamentou, de novo, os dois meses durante os quais não conseguiu trabalhar com todos os jogadores do plantel e garantiu que já nota melhorias na equipa

Tribuna Expresso

PATRICIA DE MELO MOREIRA/Getty

Partilhar

O estado atual da equipa

"A equipa tem vindo a melhorar a sua intensidade de jogo. Não tem sido tão factual nos resultados, nos últimos quatro jogos não perdemos, mas ganhamos uns e empatámos outros. Noto na equipa essa melhoria, porque há mais tempo. Os jogadores neste momento estão disponíveis para treinar dentro das limitações físicas deles.

Isso tem vindo a melhorar a equipa, mas vamos defrontar um adversário bem organizado defensivamente, que tem alguns jogadores com qualidade e já com muita experiência na Liga. Temos de estar preparados para as dificuldades e ir à procura só de um resultado que é a vitória e os três pontos."

Agosto de 2020: "Não vamos jogar o dobro, vamos jogar o triplo"

"Hoje já não temos os problemas que tivemos ao longo de um mês e meio. As expetativas com a minha chegada a Portugal foram altas. Lembro-me perfeitamente do que disse. Disse que ia por o Benfica a jogar o dobro, mas para jogarem o dobro, tinha que os treinar e durante quase dois meses não pude treinar."

A desvantagem para o Sporting

“Há coisas [para as quais] não estás preparado, como eu não estava, como treinador, para o que me aconteceu durante dois meses. Sei lá se não pode acontecer aos outros.

Neste momento, tens de passar a primeira barreira, que é o terceiro classificado. Depois tens de passar a segunda, que é o segundo classificado. É neste pensamento que acreditamos, ainda há 45 pontos em disputa, há muito campeonato. Como é óbvio, tens de ganhar, mas nós acreditamos que ainda há muita coisa para ser decidida no campeonato português."

Críticas dos adeptos

"Aquilo que posso dizer é que aqui, dentro da nossa casa, o presidente, o treinador, o Rui e todos os jogadores, estamos unidos, estamos firmes e temos consciência e sabemos porque é que neste momento estamos a treze pontos do primeiro. Sabemos o que nos aconteceu durante um mês e meio.

Os adeptos, como é óbvio, querem ganhar, seja como for, não importa o que é que possa ter acontecido à equipa. Agora, nós estamos conscientes que temos uma segunda volta para melhorar."

Os penáltis não assinalados

"O Benfica é [a única] das equipas que está na frente que à 20.ª jornada não tem uma grande penalidade. Uma equipa, normalmente, super ofensiva e não há uma grande penalidade a favor. Não tenho falado nisso nestes últimos quatro jogos, mas não sou eu que digo, toda a gente viu as penalidades que o Benfica tem tido a favor e não são marcadas, menos o VAR [videoárbitro] neste último jogo.

E a alegada simulação de penálti de Weigl

"Já vi várias vezes esse lance, a primeira ação é a que o Weigl é derrubado dentro da [grande] área, depois cai, não cai, porque ele é alemão, se fosse ‘portuga’ caía logo ali, mas ele tem uma formação diferente. É uma grande penalidade, é penalizado, ficámos sem o jogador e ainda por cima não foi marcada a grande penalidade."