Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

"O Everton e o Nuno Tavares deviam ter estado melhores, isto é pancada atrás de pancada. Mas não me arrependo de ter vindo para o Benfica"

À SIC, Jorge Jesus identificou dois erros individuais no segundo e terceiro golos do Arsenal. E disse que este jogo, que poderia reequilibrar emocionalmente a equipa, acabou por piorar o status quo do Benfica

Tribuna Expresso

MARIO CRUZ

Partilhar

Os erros individuais
"O que é que nos faltou? A palavra certa é... a gente nestes últimos minutos devíamos ter tido capacidade para impedir tanto o segundo como o terceiro golos do Arsenal., Faltou-nos ser melhores nos lances do Everton e do Nuno, são pormenores que custam, depois de termos feito um grande jogo contra uma grande equipa. Quando estava 1-1, pusemos o Gabriel, o Everton, para ver se conseguíamos marcar mais um e fomos premiados com o golo do Rafa. Mas não conseguimos agarrar e sofremos golos e fomos facilmente batidos, não no coletivo, mas com erros individuais."

Melhores, mas...
"Estivemos muito melhor do que em Itália, ofensivamente e defensivamente. Até falhámos em momentos fáceis, situações de controlar... Saímos frustrados, isto são pancadas atrás de pancadas. Estamos numa crise de resultados, a equipa está a tirar a cabeça de fora, corre mais, está mais competitiva, e hoje era um resultado que nos podia dar mais equilíbrio. E, ao perder assim, ainda ficamos piores."

Arrependimentos?
"Agora, é ir jogo a jogo, como viu hoje. Queríamos ultrapassar esta eliminatória. Agora, o campeonato é na segunda-feira com o Rio Ave. Não me arrependo de ter vindo para o Benfica."