Tribuna Expresso

Perfil

Benfica

"O Pizzi desposiciona-se muito naquela posição. Há jogos em que não me importo, mas noutros fica mais difícil"

As declarações de Jorge Jesus no final do jogo em que o Benfica venceu o Santa Clara por 2-1

Tribuna Expresso

Getty Images

Partilhar

Falhas

"Foi uma vitória difícil, mas merecida. Sabíamos que ia ser difícil este jogo contra uma equipa que perdeu nos últimos segundos com o Sporting e o FC Porto. É uma equipa que joga para ganhar, não se mete num bloco baixo, pressiona e vai à procura da vitória. Foi isso que fizeram aqui e nós tivemos alguma dificuldade. Estávamos preparados, nunca ficámos ansiosos, procurámos sempre o golo e voltámos a falhar duas ou três oportunidades fáceis para marcar."

Dar mérito

"Parabéns aos jogadores do Benfica porque não é fácil ganhar pontos nestes últimos jogos do campeonato. Estas equipas que jogam com outros objetivos são muito difíceis de bater. Tem de se dar mérito a estas equipas e não o contrário, tirar mérito aos ‘grandes’. Estas equipas não são tão grandes, mas equilibram muito o jogo em termos táticos. E têm muitos bons jogadores. O Santa Clara tem aqui jogadores que ninguém conhece, mas eu conheço. O futebol em Portugal está muito competitivo, ainda bem que é assim e espero que se torne ainda mais competitivo."

Cansaço

"Começámos a ter dificuldade no corredor central. O Pizzi desposiciona-se muito naquela posição. Há jogos em que não me importo, mas noutros fica mais difícil. O Weigl tinha quatro amarelos e andou sempre a defender-se para não levar outro. Com o problema do Adel e o Gabriel castigado, o Chiquinho tem treinado ali. Fez um bonito golo depois de entrar bem. O Rafa estava super-cansado, o Diogo Gonçalves também. Os jogadores das alas fazem muitos quilómetros."

Ausências por amarelos

"O Taarabt está na altura do Ramadão e os jogadores muçulmanos fazem o jejum e não há milagres. Se não os soubermos poupar, eles lesionam-se. Nós estávamos a poupar o Adel e mesmo assim ele lesionou-se."