Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jorge Jesus: "A bola do Pepe é segundo amarelo. Nesses pequenos pormenores sentimos para onde está a balança"

Técnico do Benfica acredita que a sua equipa teve mais oportunidades, foi melhor e queixou-se da arbitragem de Artur Soares Dias

Tribuna Expresso

Carlos Rodrigues

Partilhar

Mais oportunidades

“Foi um bom jogo, face à emotividade e oportunidades que houve, mais do Benfica, principalmente na última meia hora. Na 1.ª parte, o Benfica faz 1-0 e o FC Porto fica melhor que nós. Na 2.ª parte foi sempre mais Benfica e nos últimos 20 minutos o Benfica tem várias oportunidades de golo, golo que não é golo, penálti que não é penálti, o Pepe tem de ser expulso e não é expulso… quer dizer, foram muitas decisões que foram sempre contra o que o Benfica fez no jogo. De qualquer maneira quero dar os parabéns aos meus jogadores, fomos à procura do 2-1 e tivemos muitas bolas para fazer golos. A bola do Pepe é o segundo amarelo que ele tem de dar. E depois pomos a bola em jogo e o árbitro não deixa, portanto são duas vezes… Esses pequenos pormenores que ninguém vê mas nós sentimos para onde está a balança. Foi pena, só nos interessava a vitória. O FC Porto depois do jogo do Sporting de ontem jogava para dois resultados: não perder ou ganhar. Nós precisávamos de ganhar e nós fizemos tudo para ganhar”

Alterações

“Vi que ali estava o sítio certo para entrar, e foi. Começámos a criar lances atrás de lances com o Darwin. O Adel e o Gabi entraram porque o Weigl já tinha amarelo e começou a perder muitas bolas. Eu sabia que o Adel se entrasse ia empurrar a equipa para a frente e empurrou e ainda teve uma grande oportunidade de golo. Os jogadores entraram bem. Saímos daqui frustrados porque pensamos que fomos melhores”