Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Ministério Público. Como Vieira desviou €2,4 milhões do Benfica

O líder do SLB terá montado um “esquema de fraude” em prol das suas empresas e à “custa dos interesses” do clube”. O filho, um empresário e o ‘Rei dos Frangos’ estarão no arranjo

Hugo Franco, Miguel Prado e Rui Gustavo

Partilhar

Um almoço entre o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e José António dos Santos, conhecido por “Rei dos Frangos” e maior acionista individual da SAD encarnada, que ocorreu a 22 de junho num restaurante do Montijo, fez acelerar as buscas do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e da Autoridade Tributária para esta quarta-feira e levou à prisão dos dois homens, juntamente com o filho de Vieira, Tiago, e o empresário de futebol e também advogado Bruno Macedo.

Segundo fonte próxima da investigação, esta operação só estava prevista acontecer daqui a “uma ou duas semanas” mas as autoridades tiveram fortes suspeitas de que os dois arguidos tiveram a oportunidade de concertar versões sobre alguns dos negócios que estão sob suspeita do Ministério Público e que envolvem no total transações de mais de €100 milhões que lesaram o Estado, o Benfica e o Novo Banco.