Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jorge Jesus: "Numa competição como esta, é importante ganhar, mas também é importante não perder"

Na entrevista rápida à Eleven Sports após o empate (0-0) contra o Dínamo Kiev, o treinador das águias destacou a "qualidade da exibição" da equipa e opinou que "a haver um vencedor, teria de ser o Benfica", ainda que tenha reconhecido a "dificuldade" em criar oportunidades de golo

Tribuna Expresso

DeFodi Images/Getty

Partilhar

Análise ao encontro
"
O Benfica fez um grande jogo, no qual não conseguiu concretizar toda a sua qualidade. Não nos faltou eficácia, porque falta de eficácia acontece quando tens três ou quatro oportunidades de golo e não marcas nenhuma. A equipa não teve grandes chances de golo, criou uma clara do Yaremchuk na segunda parte, mas faltou-nos, na zona da decisão, criar situações de finalização"

Benfica ganhou um ponto ou perdeu dois?
"É fácil, a matemática diz que somámos um ponto. Ganhámos um ponto. Nós estamos na Champions"

Acha que este jogo é uma base para o resto da fase de grupos?
"Claro que cada equipa tem o seu valor. O Dínamo vai criar problemas a qualquer adversário aqui. Se vocês olharem aos resultados, nos últimos anos só a Juventus e o Barcelona é que ganharam aqui. Para o grande jogo que fizemos, faltaram-nos os momentos para fazer golo, mas também é verdade que nos últimos dois minutos estivemos à beira de perder. O futebol é isto. É mais um jogo que não perdemos e em que a equipa sai moralizada em relação à qualidade de jogo. Somámos um ponto e, quando estás numa competição como esta, é importante ganhar, mas também é importante não perder"

Explicação para Benfica ter dominado sempre o jogo mas ter acabado a sofrer
"O futebol é assim, é uma modalidade em que nem sempre quem joga melhor e comanda as partidas ganha. Foi esse o caso do Benfica durante 90 minutos, nos quais não conseguimos fazer um golo, mas em dois minutos esteve sujeito a perder. E como é que isso acontece? São situações do futebol. A bola que bate no poste é uma finalização fora da área, não podes fazer muito mais, e a segunda bola dá aquela confusão toda que poderia ser novamente golo. É futebol, nunca consegues saber se estás a controlar o jogo. E hoje foi a prova disso, porque em dois minutos podíamos ter perdido um jogo no qual a haver um vencedor tinha de ser o Benfica"

Benfica pode manter esta solidez defensiva frente ao Barcelona?
"Pode. A equipa do Benfica está muito forte a defender, e não está só relacionado com não sofrer golos. O adversário não teve oportunidade de golo, tirando estes dois minutos finais, de resto não teve. Isso dá-nos a garantia de que a equipa defende bem, porque às vezes não sofremos golos mas é por sorte e não é isso que acontece com o Benfica. Isso dá-nos uma grande confiança, porque não é fácil marcar ao Benfica

  • A Leste do golo
    Benfica

    O Benfica empatou (0-0) frente ao Dínamo Kiev, no primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões. Num duelo quase sempre dominado pela equipa de Jesus, mas no qual as águias revelaram dificuldades para ter oportunidades de golo, o ucraniano Yaremchuk, diante do clube onde se formou, esteve perdulário. Na parte final da partida, Vlachodimos voltou a vestir a pele de herói, antes de o VAR anular um golo que teria derrotado o Benfica ao minuto 93