Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Eleições no Benfica. Haverá debate entre todos os candidatos na BTV e apenas o voto físico será permitido

O clube revelou, esta sexta-feira, o regulamento eleitoral para o ato de 9 de outubro, ao qual concorrem, para já, Rui Costa e Francisco Benitez. No documento, consta que a votação será efetuada apenas por voto físico nas urnas e não em paralelo com o voto eletrónico, tal e qual aconteceu nas anteriores eleições

Tribuna Expresso

CARLOS COSTA/Getty

Partilhar

Ao contrário das últimas eleições presidenciais do Benfica, realizados em outubro de 2020 e que reelegeram Luís Filipe Vieira para um sexto mandato, o próximo ato eleitoral no clube, marcado para 9 de outubro, aceitará apenas boletins de voto físicos, submetidos presencialmente em urna - sem a hipótese de voto eletrónico.

É o que consta no Regulamento Eleitoral publicado, esta sexta-feira, no site do Benfica, dando conta das regras em que decorrerão as eleições no próximo mês. "A votação será efetuada por meio de voto físico em papel e depositado na respetiva urna, em cada mesa de voto", lê-se, no artigo 18.º do documento.

O ano passado, quando Luís Filipe Vieira foi reeleito, com 62,59% dos votos contra os 34,71% de João Noronha Lopes e os 1,64% de Rui Gomes da Silva, os 38.102 sócios — um recorde de participação — puderam submeter o seu voto eletronicamente, algo criticado, sobretudo, pela candidatura que terminou em segundo lugar.

Outro dos pontos repetidamente alvo de críticas da parte de Noronha Lopes era a ausência de debates entre os candidatos no canal de televisão do clube, além da ausência de cobertura ou espaço dedicado às candidaturas que não a de Luís Filipe Vieira.

Este novo Regulamento Eleitoral, que o Benfica informou ter sido redigido após "um processo de diálogo" entre a direção, a Mesa da Assembleia-Geral e o movimento Servir o Benfica (liderado por Francisco Benitez, para já, o único candidato à presidência do clube a par de Rui Costa), estipula também que haverá um "debate na BTV, com a presença de todos os candidatos à Presidência da Direção do Sport Lisboa e Benfica".

No artigo 22.º, consta também que "as candidaturas têm à sua disposição os órgãos de comunicação social do Sport Lisboa e Benfica, em igualdade de circunstâncias, os quais devem ser utilizados no estrito respeito pela ética e pela civilidade, em períodos reservados para o efeito e por tempos e condições precisamente idênticas".

O canal dedicará, igualmente, a "emissão de tempos de antena para todas as candidaturas que se apresentem a sufrágio". Cada candidato será também alvo de uma entrevista.