Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jorge Jesus: "Foi quase tudo perfeito. A equipa esteve soberba, tanto a defender como a atacar"

O treinador do Benfica sublinhou a importância da vitória por 3-0 frente ao Barcelona para as contas do apuramento na Champions, frisando a exibição irrepreensível da sua equipa, que, diz, sempre acreditou que podia ganhar aos catalães

Tribuna Expresso

NurPhoto

Partilhar

Benfica por cima

“Em termos de percurso e de objetivos futuros é uma vitória que nos lança na possibilidade de sermos apurados e também contra quem é, o Barcelona, uma equipa com jogadores de top, que hoje também não foram tanto assim porque encontraram um Benfica que também tem jogadores de top e sobressaíram e estiveram por cima do Barcelona. Ninguém pensava que o Benfica pudesse ganhar 3-0 ao Barcelona, mas nós, equipa, acreditávamos que podíamos ganhar. Pensava ganhar, mas pelo menos a sofrer um golo, porque o Barcelona é uma equipa com qualidade, que normalmente faz golos mas defensivamente estivemos irrepreensíveis, muito fortes e o Ody não fez uma defesa que não fosse de cruzamentos”

Acerto ao intervalo

“Foi quase tudo perfeito. Também tivemos a sorte do jogo. Ali nos últimos 15/20 minutos [da 1.ª parte] em que o Barcelona esteve melhor que nós, mas nós voltámos a entrar muito fortes na 2.ª parte. A alteração do Piqué baralhou de momento a nossa forma de pressionar, mas ao intervalo corrigimos e voltámos a ser uma equipa forte a pressionar”

Darwin destaca-se?

“Quando eu acho que há um jogador se destaca e fez uma exibição acima da equipa, não tenho problemas nenhuns em o destacar. Mas a equipa hoje foi mais forte que o Darwin. É certo que fez dois golos, mas a equipa esteve soberba, tanto a defender como a atacar. O Roman e o Rafa sempre que saímos para o contra-golpe... éramos muito fortes. Agora é pensar já no Portimonense, que o nosso grande objetivo é o campeonato português”