Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jesus e a “estabilidade” dada pelo fim do processo eleitoral no Benfica: “Os clubes que andam em eleições de ano a ano nunca ganham nada”

Na conferência de imprensa de antevisão à deslocação do Benfica ao campo do Trofense (sábado, 20h15, Sport TV 1), para a Taça de Portugal, Jorge Jesus falou sobre o final do processo eleitoral no clube da Luz, tendo também garantindo que a sua equipa vai "respeitar muito" o adversário da Trofa e que a sua situação contratual "não é importante" neste momento

Tribuna Expresso

BSR Agency/Getty

Partilhar

Ambições do Benfica na Taça de Portugal

"O Benfica vai iniciar uma competição muito importante no futebol português, que tem uma tradição muito grande. É uma competição na qual os mais pequenos pensam, e bem, que têm a possibilidade de chegar a uma final. Nós sabemos isso e todos os anos há surpresas. Vamos respeitar muito o Trofense. Trabalhámos com muito detalhe para este jogo, sabendo que o estádio vai estar cheio, será um cenário bonito. Será um jogo emotivo contra um adversário que está na II Liga e sonha que pode eliminar o Benfica, o que é legítimo. Nós pensamos que temos de ganhar este jogo porque é um dos grandes objetivos da época"

Disse, esta semana, que "só há oito ou nove treinadores que criam, os outros copiam"

"Perguntaram-me que conselhos daria a um treinador. E uma das virtudes que eu disse que um treinador deveria ter era ser um criador das suas ideias. E disse-lhe que, no mundo, há oito ou novo treinadores com capacidade para criar. Digo o mesmo agora"

Vai fazer gestão?

"Há vários jogadores que ainda nem chegaram a Portugal, como os sul-americanos. À partida, estamos a falar de três jogadores que ainda não chegaram e aí teremos de fazer alterações. As outras são baseadas em alguns jogadores que não têm jogado tanto ou que têm recuperado de lesões, como o Lazaro, que se lesionou com o Barcelona. Vamos tentar ajustar a competitividade de todos os jogadores para que, seja o jogo que for, a equipa apresentar andamento e competitividade. Jogando contra o Trofense ou o Barcelona, a equipa tem andamento"

Prémio a Darwin de melhor jogador do mês

"O Benfica tem estado a ganhar e isso são situações normais. São coisas normais, é mais um troféu importante porque é o dia a dia de um treinador".

O que ganha o Benfica jogando com três centrais?

"Nos últimos anos, tem-se jogado muito na Europa com uma linha de três. Eu comecei a minha carreira há 35 anos a jogar com uma linha de três no Amora. Para mim, é um sistema que não tem segredos. Tem muitas variantes, não é fácil trabalhá-lo, porque a maior parte dos jogadores não são formados nele. Tem vantagens e desvantagens, como tem o 4-4-2 ou o 4-3-3. Não há, na minha opinião, nenhum sistema perfeito. Está muito relacionado com as características individuais dos jogadores que tens. Eu adaptei essa forma de jogar, principalmente, na segunda volta do ano passado porque entendi que havia jogadores que, dentro de uma linha de três, poderiam render mais".

Importâncias das eleições na tranquilidade da equipa

"A tranquilidade de uma equipa é influenciado pela estrutura do clube, como é óbvio. O Benfica, ao longo dos anos, era um clube com uma segurança total em relação às suas direções e isso dá uma estabilidade muito grande às suas equipas. Já os clubes que andam em eleições de ano a ano nunca ganham nada. Isso é um facto. Os sócios do Benfica fizeram a sua escolha e espero que o Benfica tenha estabilidade para se reorganizar, sempre numa perspetiva de crescimento. Isso dar-nos-á segurança, mas todos nós estamos dependentes de resultados".

Situação contratual de Jesus

"O treinador é os resultados. Isso não é o importante para mim. Como treinador, não me falta nada neste clube e eu tenho de trabalhar para que o Benfica continue num patamar desportivo de conquista de objetivos. O treinador vive em função de resultados. Não são todos iguais, é verdade, porque uns têm mais créditos que outros pelo seu passado como treinador. Mas isto começou agora e não é como começa, é como acaba, e neste momento a minha renovação de contrato não é tema"

Poderá haver alguma estreia neste jogo?
"O Trofense é uma equipa da II Liga e exige cuidado. O Tomás Araújo está convocado e vai para o jogo, mas todos os outros jogadores já jogaram na Champions e no campeonato, é o leque de jogadores que tem feito a maior parte dos jogos pelo Benfica este ano"