Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jorge Jesus reconhece que "esperava mais do Benfica" frente ao Trofense e que há jogadores "que não saem com nota positiva"

Na entrevista rápida após o jogo à "TVI24", o técnico do Benfica deu "os parabéns" ao Trofense, mas vincou que "o objetivo era passar a eliminatória e foi conseguido". E aproveitou já para lançar o próximo encontro, frente ao Bayern, opinando que o seu conjunto defrontará "a melhor equipa do mundo"

Tribuna Expresso

MANUEL FERNANDO ARAÚJO/LUSA

Partilhar

Esperava estas dificuldades ou esperava mais do Benfica?
"As duas coisas. Esperava dificuldades, mas esperava mais do Benfica. Estas duas semanas sem competição, com os jogadores fora da equipa e sem estarem a competir, levaram a que a equipa deixasse de estar focada naquilo que são, normalmente, as suas ideias. O Trofense também teve mérito, foi uma equipa bem organizada a defender e acabou por fazer um golo sem nos criar muitas oportunidades. Na primeira parte, o Benfica teve oportunidades para o 2-0 ou 3-0, mas o futebol é isto, quem marca é que conta. O Trofense acreditou sempre, estando a perder por 1-0, que podia empatar. Empatou e quis levar o jogo para o prolongamento, onde aqueles jogadores do Benfica que não têm jogado tanto tiveram algumas dificuldades, tal como os do Trofense.

O objetivo era passar esta eliminatória e isso foi conseguido, mas não foi com a qualidade de jogo que o Benfica tem tido. Quero dar os parabéns aos jogadores do Trofense, porque acreditaram e trabalharam para serem a surpresa. A Taça tem isto, agora é pensar no próximo jogo, que é quarta-feira. Nem tudo foi bom para o jogo de quarta-feira, porque havia vários jogadores que eu não queria que tivessem jogado tanto tempo e que tiveram de jogar, como o Vertonghen, e não só. Até quarta-feira temos de recuperar alguns jogadores para que a equipa tenha outra qualidade, porque vai jogar contra um adversário que, neste momento, é a melhor equipa do mundo"

Jogadores menos utilizados saem com nota positiva?
"Não saem com nota positiva. Não esperava que o Morato e o Gil [Gilberto], que têm jogado mais, tivessem tanta dificuldade nos últimos 30 minutos, porque são jogadores que têm jogado. Mas, defensivamente, o Morato continuou muito forte. É um jogador que já fez grandes jogos e nunca nos deu problemas. Dos jogadores que, hoje, entraram de início, talvez o Everton fosse quem esteve mais próximo daquilo que é capaz de fazer"

Questões físicas preocupam-no?
"Não, é aquilo a que estamos habituados. Quem joga mais está mais habituado à intensidade dos jogos e este jogo ajudou a que quem não tem jogado tanto ficasse mais competitivo e com mais capacidade"

  • Uma noite de sofrimento contra os bravos da Trofa
    Benfica

    O Benfica derrotou (2-1), após prolongamento, o Trofense, na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal. Perante um conjunto da II Liga que deixou uma imagem de qualidade, lutando pela passagem até ao último suspiro, Everton e André Almeida marcaram os golos das "águias", que tiveram de suar muito para evitar uma eliminação precoce