Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jorge Jesus: "Foi um jogo em que fizemos tudo para ganhar, não havia mais nada para arriscar"

A reação do treinador do Benfica à vitória ao cair do pano em Vizela, para a 9.ª jornada da I Liga

Tribuna Expresso

HUGO DELGADO/EPA

Partilhar

Vitória difícil

“Esperava um jogo difícil e confirmou-se. O Vizela é uma equipa que aqui não perde, não perdia há cinco jogos, defensivamente é muito compacta. O Benfica comandou o jogo mas não o dominou. Na 1.ª parte não fomos uma equipa agressiva. Com as alteração coloquei jogadores com outras características e praticamente acabámos o jogo com três jogadores a defender e todos a atacar. Fizemos uma grande 2.ª parte, uma equipa que nunca se partiu. Não perdemos a identidade e o golo nasce numa grande jogada para a largura e sempre com a equipa à procura do espaço. Só marcámos um golo mas também temos de dar mérito a quem defende. Foi um jogo em que fizemos tudo para ganhar, não havia mais nada para arriscar”

Alterações na 2.ª parte

“Eu não venho para o jogo a pensar antes o que vou fazer, o treinador tem tem ver o jogo e ver o que está a acontecer. É um processo que temos vindo a treinar quando estamos no limite do risco. Surtiu efeito, é um grande cruzamento do Pizzi. E acreditei sempre no Rafa, que numa jogada rápida pudesse surpreender o adversário. Foi ao contrário do que eu pensei, foi na finalização que ele fez o golo. Parabéns ao Benfica e também tenho de dar os parabéns ao Vizela, que foi uma equipa atrevida. Também fez um pouco de anti-jogo mas compreende-se. Tentou cortar a nossa qualidade de jogo com muitos jogadores no chão. Não é fácil tirar isto ao futebol português”