Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Benfica

Jorge Jesus: “Disse aos jogadores: ‘Só quero que vocês joguem o que têm estado a jogar, porque de certeza que a gente ganha ao Braga’”

O treinador do Benfica classificou de "brilhante" a vitória (6-1) contra o Braga, ressalvando que o resultado, "como é óbvio", não reflete a diferença entre as duas equipas. Jorge Jesus suspeitou que a lesão de Lucas Veríssimo seja "gravíssima" e disse que o jogo foi a resposta da equipa ao "chorrilho de mentiras" veiculado durante a semana

Tribuna Expresso

Gualter Fatia/Getty

Partilhar

A análise à goleada

“Uma vitória brilhante do Benfica, 6-1 ao Braga não é fácil. O Benfica muito forte na recuperação da bola, a ideia também foi essa. Com os golos foi crescendo e ganhando confiança, quase tudo foi bom neste jogo, infelizmente nem tudo, porque a lesão do Lucas Veríssimo, segundo o que me parece, é gravíssima.

Mas fica o resultado e a forma como o Benfica acelerava o jogo na sua recuperação de bola, que baralhou por completo a estrutura do Braga com golos de grande qualidade. Foi uma resposta aquela especulação que se criou [aludindo a uma notícia do "Record", relativa a um alegado desentendimento com Otamendi] à volta do Benfica, desvalorizando-a pelos resultados, mas nós estamos preparados para todos estes episódios, a equipa é um grupo muito forte e tem a vantagem de ter jogadores muito experientes que não vão atrás destas mentiras que se criaram.

Mas pronto, é para haver comunicação, é para se falar, tudo bem, podem inventar na próxima semana com outro jogador qualquer para conseguirem vender jornais e ter share nas televisões”.

O que fica para a equipa?

“Nunca fomos atrás da especulação. É verdade que o Benfica não ganhava há três jogos, mas quis-se criar uma onda negativa. Nós não fomos atrás, porque sabemos o que jogamos e com quem jogámos, especialmente contra o Bayern, nos dois jogos que fizemos. Hoje disse aos jogadores: ‘Só quero que vocês joguem o que têm estado a jogar, porque de certeza que a gente ganha ao Braga’. Os resultados não têm sido com vitórias, mas a qualidade do jogo tem sido boa.

Só que, quando não ganhas, não valorizam o jogo que fizeste, portanto vai tudo atrás do resultado, mas sabia que o futebol da equipa, no dia em que conseguisse fazer os golos que fez hoje, ia ter uma noite de grande finalização. O 6-1 não é a diferença do Benfica para o Braga, como é óbvio, o Braga é uma grande equipa, mas hoje apanhou um Benfica muito forte e pronto, parabéns aos jogadores e aos adeptos, porque isto também foi importante para não irem atrás do chorrilho de mentiras.

Foram atrás dos golos e da vitória. Era importante que também percebessem que, nestes momentos difíceis, sabendo que querem destabilizar o Benfica, eles se reagrupem em torno da equipa e unam cada vez mais o Benfica. Todo junto, o Benfica é muito forte”.

A estreia de Paulo Bernardo no campeonato

“É um miúdo que sabemos que tem talento. Olhamos para os jogadores, principalmente eu, porque não me interessa a idade deles. Sei olhar e sei dizer que este vai dar. E sei que alguns não vão dar. Não tenho dúvida nenhuma que o Paulo é um miúdo com muito talento e tem uma condição física muito boa, que é uma coisa que o ajuda.

Tem de esperar pelo momento dele. Esteve muito tempo lesionado no início da época e os jogos na equipa B têm sido muito importantes para ele. Hoje chegou aqui e parecia que já estava a jogar com a equipa há um ano e os jogadores com este nível, quando têm uma oportunidade, não perdoam e agarram-na. Mas vai ter que aprender outras coisas que são importantes para o seu crescimento, porque um jogador não cresce só tecnicamente, há muitos momentos do jogo que ele não conhece e vai ter de conhecer. Mas tem tudo para ser um grande jogador”.