Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

No inferno do norte rodam os Quick-Step de Philippe

O belga Philippe Gilbert (Deceuninck - Quick Step) conquistou hoje o seu quarto ‘monumento’ ao vencer a clássica velocipédica Paris-Roubaix, impondo-se ao ‘sprint’ ao alemão Nils Pollit (Katusha-Alpecin), com quem se destacou nos últimos quilómetros

Lusa

Tim de Waele

Partilhar

O belga Philippe Gilbert (Deceuninck - Quick Step) conquistou hoje o seu quarto ‘monumento’ ao vencer a clássica velocipédica Paris-Roubaix, impondo-se ao ‘sprint’ ao alemão Nils Pollit (Katusha-Alpecin), com quem se destacou nos últimos quilómetros.

Gilbert, de 36 anos, concluiu os 257 quilómetros do ‘inferno do norte’ em 5:58.02, no mesmo tempo de Politt, segundo classificado. O campeão belga Yves Lampaert (Deceuninck - Quick Step) terminou no terceiro posto, a 13 segundos de Gilbert.

O eslovaco Peter Sagan (Bora-hansgrohe), vencedor da prova em 2018, concluiu a clássica no quinto posto, 42 segundos depois do vencedor.

Gilbert, campeão do mundo de fundo em 2012, conta no historial com triunfos na Liège-Bastogne-Liège, na Volta a Flandres e na Volta à Lombardia, faltando-lhe a vitória na Milão-Sanremo.