Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Volta a Portugal em Bicicleta: camisola amarela sobe ao palco nos Aliados, no Porto

O final da Volta a Portugal será corrido entre Vila Nova de Gaia e o Porto, este domingo, num contrarrelógio individual de 19,5 quilómetros. A consagração dos vencedores terá por cenário a Avenida dos Aliados, a grande sala de visitas a céu aberto da Invicta. Na geral, Jóni Brandão regista o mesmo tempo de João Rodrigues, da W52-FC Porto, e menos 40 segundos do que o espanhol Gustavo Veloso

Isabel Paulo

NUNO VEIGA

Partilhar

A cidade do Porto conhece neste domingo o camisola amarela da 81.ª Volta a Portugal Santander em bicicleta. A última etapa termina na tarde deste domingo na Avenida dos Aliados. A derradeira etapa da prova rainha do ciclismo nacional conta um total de 19,5 quilómetros de contrarrelógio, num percurso que terá início em Canidelo, em Vila Nova de Gaia, e irá percorrer ainda no lado sul do rio Douro as zonas de Santa Marinha, Coimbrões, Avenida da República e Santo Ovídio.

O pelotão atravessará a Ponte do Infante em direção ao Porto, seguindo para o Largo de Soares dos Reis, Freixo, Marginal, Túnel da Ribeira, São Bento, Clérigos e finalmente cruzará a meta nos Aliados.

O espetáculo irá obrigar a medidas de segurança suplementares e fortes constrangimentos à circulação automóvel e de peões. Algumas das linhas de autocarros da STCP vão ser alteradas, a partir das 7 horas de domingo, mas a empresa irá acautelar percursos alternativos em Gaia e no Porto. As restrições estão previstas das 7h às 13h e das 18h às 22h, períodos em que os autocarros deixarão de circular no centro da cidade do Porto, terminando as viagens fora da área de trânsito condicionado.

As linhas provenientes do Palácio de Cristal terminam na Cordoaria, as que vêm pelo lado do Bolhão terminam os percursos na Rua de Sá da Bandeira ou Rua do Bolhão, enquanto a linha vai para a Batalha terá um desvio no cimo da Rua de Mouzinho da Silveira. Já a linha 400 termina na Batalha (Rua de Alexandre Herculano) e as linhas provenientes de Gaia, via Ponte Luís I, também finalizam a viagem na Batalha, tal como as que vêm de Gaia pela Ponte do Infante.

Jóni Brandão (Efapel) manteve no sábado a liderança da Volta a Portugal, em igualdade com João Rodrigues (W52-FC Porto), após o triunfo de António Carvalho (W52-FC Porto) na nona e penúltima etapa, no alto da Senhora da Graça.

No final dos 133,5 quilómetros, entre Fafe e a Senhora da Graça (Mondim de Basto), António Carvalho venceu em 3:49.12 horas, menos um segundo do que João Rodrigues e menos dois do que Joni Brandão.

Na geral, Jóni Brandão tem agora o mesmo tempo de João Rodrigues e menos 40 segundos do que o espanhol Gustavo Veloso, terceiro classificado.