Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Giro de Itália em outubro? É possível

Organização admite mudar a prova, que deveria começar a 9 de maio, para o outono

Lusa e Tribuna Expresso

LUK BENIES/Getty

Partilhar

Os organizadores da edição 2020 da Volta a Itália, que deveria realizar-se em maio e já foi adiada devido à pandemia da covid-19, estão a equacionar realizar a prova no mês de outubro.

“O Giro em outubro é um objetivo”, disse o presidente da Federação Italiana de Ciclismo, Renato di Rocco, ao sítio Tottobici.

A principal prova velocipédica em Itália deveria começar em 9 de maio, em Budapeste, Hungria, e terminar no dia 31 do mesmo mês, mas teve de ser adiada devido à crise sanitária provocada pelo novo coronavírus.

“Seria uma excelente maneira de relançar novamente a Itália. Existe o desejo real de voltar a competir, mas é preciso respeitar os protocolos e a saúde pública”, explicou Di Rocco.

A Itália estendeu recentemente a proibição de treinos dos ciclistas na estrada pelo menos até 3 de maio, enquanto a União Ciclista Internacional (UCI) suspendeu todas as provas até 01 de junho.

No que respeita à principal prova do calendário mundial, a Volta a França, as datas originais ainda não foram alteradas, mantendo-se, para já, entre 27 de junho e 19 de julho, ainda que a organização já esteja a trabalhar num plano B para que o Tour se realize mais tarde.