Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Volta a França com regras apertadas: dois positivos à covid-19 dão direito a expulsão da equipa

Protocolo de segurança entregue às equipas exige ainda a formação de uma "bolha" no mínimo três dias antes do arranque do Tour, a 29 de agosto, em Nice

Tribuna Expresso

Justin Setterfield/Getty

Partilhar

Falta pouco mais de uma semana para o arranque da Volta a França, em Nice, e as equipas participantes terão de se sujeitar a regras estritas, esplanadas num documento de 18 páginas distribuído pelos ciclistas e ao qual o site "VeloNews" teve acesso.

Tal como na generalidade das competições e modalidades que têm vindo a fazer o seu regresso após o confinamento exigido pela pandemia, um caso positivo no pelotão não significará que a prova pare, mas caso uma equipa tenha dois positivos à covid-19 será expulsa da Volta a França.

No documento estão ainda as regras da "bolha" que se vai formar para a competição, na qual ciclistas e staff terão de entrar três dias antes da partida, depois de dois testes negativos à covid-19. Caso não haja sintomas ou suspeitas, os atletas não serão testados a não ser nos dois dias de descanso, a 7 e 14 de setembro. Os médicos das equipas terão a responsabilidade de monotorizar possíveis sintomas e procurar situações suspeitas.

O uso de máscara é obrigatório antes do arranque e no fim das etapas, nomeadamente nos autocarros das equipas e até nas conferências de imprensa on-line.