Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

A amarela da Volta à França muda de dono: Julian Alaphilippe

O ciclista francês venceu a segunda etapa da Volta à França e ficou com a camisola que, na edição passada, perdeu a dois dias do final da prova

Lusa

Pool

Partilhar

O ciclista francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep) venceu, este domingo, a segunda etapa da Volta a França, voltando a vestir a amarela que perdeu a dois dias do final na edição de 2019.

Para somar o seu quinto triunfo no Tour, Alaphilippe atacou na última dificuldade dos 186 quilómetros da ligação com início e final em Nice e bateu ao ‘sprint’ os seus companheiros de aventura, o suíço Marc Hirschi (Sunweb), segundo, e o britânico Adam Yates (Mitchelton-Scott), terceiro, que cortaram a meta com as mesmas 04:55.27 horas do vencedor.

O anterior camisola amarela, o norueguês Alexander Kristoff (UAE Emirates), perdeu o contacto com o grupo da frente na segunda contagem de montanha de primeira categoria da jornada, entregando a liderança da geral individual a Alaphilippe, que tem quatro segundos de vantagem sobre Yates e sete para Hirschi, respetivamente segundo e terceiro.