Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Volta a Portugal: Nigel Ellsay fratura coluna e ossos do rosto

Ellsay embateu no bandeira amarela, que fazia sinalização, e teve de ser levado para o Hospital de Paredes

LUSA

NUNO VEIGA/EPA

Partilhar

O ciclista canadiano Nigel Ellsay (Rally Cycling) fraturou a coluna e ossos da face na sequência da queda desta terça-feira na Volta a Portugal, enquanto o bandeira amarela teve traumatismo cranioencefálico, mas está estável, revelou fonte da organização.

A mesma fonte indicou à agência Lusa que "o ciclista fraturou ossos da face e a coluna vertebral, tendo sido intervencionado de imediato no Hospital de Paredes", não havendo informações sobre o seu estado.

O outro acidentado na queda, verificada no decorrer da segunda etapa da prova, que foi transportado para o Hospital de São João, no Porto, sofreu um traumatismo cranioencefálico, mas está estável, precisou a mesma fonte.

Ellsay embateu no bandeira amarela, que fazia sinalização apeado, nos quilómetros iniciais da segunda tirada, numa fase em que a corrida ia a mais de 60km/h, com ambos a serem transportados para o hospital.

À partida da segunda etapa, que ligou Paredes ao alto da Senhora da Graça, no total de 167 quilómetros, alinharam os 98 ciclistas inscritos nesta Volta a Portugal, com Nigel Ellsay a ser o primeiro desistente.

Volta a Portugal: Cinco anos, cinco vitórias da W52-FC Porto na Senhora da Graça. Desta vez foi Amaro Antunes

Ciclista que esta temporada regressou a Portugal após duas épocas na CCC chegou isolado no final da 2.ª etapa, com Frederico Figueiredo a 22 segundos. Além da vitória na tirada, Antunes é também o novo camisola amarela da Volta a Portugal