Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

E vão 10 dias. A camisola rosa ainda é de João Almeida no Giro

Numa etapa com cinco contagens de montanha, o ciclista português conservou a camisola rosa no Giro d'Itália

Lusa

Tim de Waele/Getty

Partilhar

O português João Almeida (Deceuninck-QuickStep) conservou, esta quinta-feira, a liderança da geral da Volta a Itália em bicicleta, após uma 12.ª etapa ganha a solo pelo equatoriano Jhonatan Narváez (INEOS).

Narváez, de 23 anos, cumpriu os 204 quilómetros de um dia com partida e chegada em Cesenatico em 5:31.24 horas, à frente de outro colega de fuga, o ucraniano Mark Padun (Bahrain-McLaren), segundo a 1.08 minutos, com o australiano Simon Clarke (Education First) em terceiro, a 6.50.

Na classificação geral, João Almeida cortou a meta em nono e continua a liderar a geral, à frente do holandês Wilco Kelderman (Sunweb), segundo a 34 segundos, e do espanhol Pello Bilbao (Bahrain-McLaren), terceiro a 43.

Na sexta-feira, a 13.ª etapa liga Cervia a Monselice ao longo de 192 quilómetros, numa etapa maioritariamente plana, mas com duas contagens de montanha de quarta categoria nos últimos 40 quilómetros.

  • Perfil: João, o otimista que achava que nunca ia furar

    Diário

    Este é o perfil do ciclista português João Almeida, “magrinho, muito dócil” e determinado, que veste a maglia rosa do duríssimo Giro. O Expresso falou com os pais, o primeiro treinador, antigos ciclistas e um dos técnicos da sua equipa para lhe levar a história deste surpreendente atleta