Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Groenewegen suspenso nove meses por queda que deixou Jakobsen em coma e com 130 pontos na cara

Em comunicado, a UCI precisa que Groenewegen (Jumbo-Visma) reconheceu ter "desviado a trajetória" do 'sprint' e ter infringido as normas da UCI, na primeira etapa da Volta a Polónia, disputada em 5 de agosto

LUsa

SZYMON GRUCHALSKI

Partilhar

O holandês Dylan Groenewegen foi hoje suspenso por nove meses pela União Ciclista Internacional (UCI) por ter provocado a violenta queda ao compatriota Fabio Jakobsen na Volta a Polónia, podendo regressar à estrada apenas em maio de 2021.

Em comunicado, a UCI precisa que Groenewegen (Jumbo-Visma) reconheceu ter "desviado a trajetória" do 'sprint' e ter infringido as normas da UCI, na primeira etapa da Volta a Polónia, disputada em 05 de agosto.

"O corredor colaborou com a investigação e aceitou cumprir um período de suspensão até 07 de maio de 2021, correspondente a um período de nove meses desde a data do incidente. O ciclista também aceitou participar em atividades em benefício da comunidade velocipédica", lê-se na nota.