Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Ciclismo

Covid-19: Volta ao Algarve adiada devido à evolução da situação pandémica em Portugal

Prova deveria realizar-se de 17 a 21 de fevereiro, mas será adiada para entre 5 e 9 de maio, anunciou a Federação Portuguesa de Ciclismo

Lusa

NUNO VEIGA/LUSA

Partilhar

A Volta ao Algarve foi adiada, informou esta quinta-feira a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC), considerando a decisão “inevitável, dada a evolução da situação pandémica em Portugal” e agendada para entre 5 e 9 de maio.

“A FPC, organizadora da Volta ao Algarve, informou hoje todos os parceiros e as equipas inscritas de que a corrida não poderá realizar-se na data prevista, 17 a 21 de fevereiro. O adiamento é uma decisão difícil, mas que se tornou inevitável, dada a evolução da situação pandémica em Portugal”, pode ler-se numa nota publicada no sítio do organismo federativo na Internet.

A organização da Volta ao Algarve diz estar “consciente de que estavam criadas legítimas expectativas de realização de um excelente espetáculo desportivo”, mas entende que “o contexto geral do país impõe um adiamento que sinalize o compromisso da FPC com a defesa da saúde pública e a motivação de oferecer aos adeptos uma corrida de grande qualidade, noutro momento do ano”.

“Iniciaram-se imediatamente diligências no sentido de realizar a 47.ª Volta ao Algarve na próxima primavera. A nova data prevista é o período de 05 a 09 de maio, embora a recalendarização dependa da consensualização com as equipas e com os parceiros envolvidos no evento, tendo também de ser aceite pela União Ciclista Internacional”, conclui o comunicado.