Tribuna Expresso

Perfil

Ciclismo

Mathieu Van der Poel: vitória, camisola amarela e dedicatória ao avô Poulidor

Holandês Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) venceu a 2.ª etapa da Volta a França, com chegada no Muro da Bretanha, e é o novo líder do Tour. Algo que o seu avô, Raymond Poulidor, que esteve oito vezes no pódio da prova sem nunca vestir a amarela

Lusa e Tribuna Expresso

MICHAEL STEELE/Getty

Partilhar

O ciclista holandês Mathieu van der Poel (Alpecin-Fenix) impôs-se este domingo no Muro de Bretanha, ponto final da segunda etapa da Volta a França, assumindo a liderança da geral na sua estreia no Tour.

Van der Poel atacou no quilómetro final dos 183,5 quilómetros desde Perros-Guirec e cortou a meta com o tempo de 04:18.30 horas, seis segundos diante dos eslovenos Tadej Pogacar (UAE Emirates) e Primoz Roglic (Jumbo-Visma), respetivamente segundo e terceiro na etapa.

Graças às bonificações, o holandês de 26 anos vestiu a amarela da Volta a França, algo que o seu avô, o ‘eterno segundo’ Raymond Poulidor, nunca conseguiu. Poulidor, falecido em 2019, esteve oito vezes no pódio do Tour nas décadas de 60 e 70 sem nunca, no entanto, ter vestido a amarela. Van der Poel, que faz a sua estreia na Volta a França, lidera com oito segundos de vantagem sobre o anterior líder, o francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-QuickStep), com Pogacar, campeão em título, na terceira posição, a 13 segundos.

Na segunda-feira, o pelotão cumpre a terceira etapa da 108.ª edição da ‘Grande Boucle’, uma ligação de 182,9 quilómetros entre Lorient e Pontivy, naquela que será a primeira chegada talhada para os ‘sprinters’.