Tribuna Expresso

Perfil

Coronavírus

Suspensas todas as competições desportivas em Itália até 3 de abril

Covid-19 pára todos os campeonatos em Itália, que tenta suster a cavalgada de novos casos. Decisão do Comité Olímpico italiano e das federações terá de ser ainda confirmada pelo governo do país. Decisão não afeta competições internacionais, como a Liga dos Campeões

Tribuna Expresso

Claudio Villa - Inter/Getty

Partilhar

O Comité Olímpico de Itália (CONI) anunciou esta segunda-feira que todas as competições desportivas no país estarão suspensas até 3 de abril. A decisão surgiu após uma reunião entre o CONI e as diversas federações do país e necessita ainda de confirmação por decreto do governo para ser confirmada.

A Itália é neste momento o país europeu mais afetado pelo surto do novo coronavírus. Já são mais de 400 as vítimas mortais, com as regiões do norte a serem particularmente afetadas. Parte da última jornada da Série A já foi disputada em recinto fechado, nomeadamente o Juventus-Inter.

O CONI lembra, no entanto, que a proibição não abrange competições internacionais, já que não tem jurisdição para tal. Pelo que os clubes italianos que estão ainda, por exemplo, na Liga dos Campeões ou Liga Europa, não deverá estar em risco.

“O CONI lembra que as competições internacionais, tanto para clubes como seleções, não se enquadram na jurisdição do Comité Olímpico Nacional Italiano e, portanto, não podem ser regulamentadas pelas decisões de hoje [segunda-feira]”, pode ler-se num comunicado publicado no site do organismo, em que o CONI também se disponibiliza para trabalhar com as federações de forma a "harmonizar calendários e eventos", tendo em vista, por exemplo, a qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, marcados para julho.

Covid-19. Câmara de Lousada encerra todas as instalações desportivas. 11 modalidades interrompidas

Todos os treinos marcados para as instalações desportivas do município de Lousada foram cancelados esta segunda-feira por tempo indeterminado. A prioridade da Câmara de Lousada é conter o surto de Covid-19, numa altura em que a DGS confirma 35 casos positivos a nível nacional