Tribuna Expresso

Perfil

Coronavírus

Covid-19. Todos os jogos da I Liga vão jogar-se à porta fechada

Grupo de emergência criado pela Federação Portuguesa de Futebol anuncia medida drástica "para monitorizar o impacto do Covid-19"

Tribuna Expresso

Gualter Fatia

Partilhar

Todos os jogos da I e II Ligas vão jogar-se à porta fechada este fim de semana, decisão tomada pelo grupo de emergência criado pela Federação Portuguesa de Futebol, onde estão ainda o presidente da Liga, Pedro Proença, o presidente do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol e o presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, entre outros.

Esta é apenas uma das várias medidas tomadas na manhã desta terça-feira. Estão ainda suspensas todas as provas nacionais de escalões de formação de futebol e futsal entre 14 e 28 de março. Também os jogos do campeonato de futsal vão decorrer à porta fechada.

Estes são os jogos da I Liga que este fim de semana se vão jogar à porta fechada:

- Rio Ave - Paços Ferreira
- Portimonense - Gil Vicente
- Marítimo - V. Setúbal
- Benfica - Tondela
- V. Guimarães - Sporting
- Desp. Aves - Belenenses SAD
- Santa Clara - Sp. Braga
- Boavista - Moreirense
- Famalicão - FC Porto

Leia aqui o comunicado da FPF na íntegra:

O grupo de emergência criado pelo Presidente da FPF para monitorizar o impacto do Covid-19 nas nossas provas, constituído pelo próprio Presidente da FPF, Presidente da Liga Portugal, Presidente da Comissão delegada das Associações, Presidente do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol, Presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol, Presidente da Associação Nacional de Treinadores de Futebol e Presidente da Associação Nacional de Médicos de Futebol, decidiu esta terça-feira de manhä o seguinte:

- Suspender todas as provas nacionais dos escalões de formação de futebol e futsal entre 14 e 28 de março;

- Determinar que todos os jogos das competições nacionais de futsal decorram à porta fechada;

- Determinar que os jogos das provas nacionais seniores não-profissionais de futebol não poderão ter mais de 5 mil pessoas nas bancadas, no cumprimento das recomendações da Direção-Geral de Saúde;

- Determinar que todos os jogos das competições de futebol profissional decorrerão à porta fechada.

O grupo de emergência continuará a monitorizar a situação, podendo rever - ampliando ou reduzindo - as medidas agora implementadas.