Tribuna Expresso

Perfil

Coronavírus

AS Roma (de Paulo Fonseca) não tem permissão para aterrar em Sevilha e jogar

O clube romano informou que o avião que ia transportar a comitiva para Sevilha não teve autorização para aterrar no aeroporto local. As duas equipas iam defrontar-se em jogo da primeira mão dos oitavos-de-final da Liga Europa

Tribuna Expresso

Enrico Locci/Getty

Partilhar

À hora a que escrevemos, Itália tinha 10.149 casos (e 631 mortes) confirmados com o coronavírus, de acordo com os números da Organização Mundial de Saúde (OMS). Todo o país foi decretado como área protegida, ou seja, de quarentena. "As movimentações dentro do país estão proibidas", disse, há dois dias, Giuseppe Conte, primeiro-ministro italiano.

E, esta quarta-feira, não aterrará um avião em Sevilha, vindo de Roma, com os jogadores, a equipa técnica e funcionários da AS Roma lá dentro, por causa disso.

A AS Roma revelou que o avião que iria transportar a comitiva até Sevilha não teve autorização para aterrar no aeroporto local, apesar de nunca mencionar a ligação ao coronavírus. O clube disse, ainda, que "a UEFA dará mais detalhes em breve".

Já se registaram mais de 4.000 mortos no mundo devido ao coronavírus e quase 65.000 pessoas curadas.

O Sevilla-Roma está marcado para quinta-feira, às 17h55 (SportTV2).