Tribuna Expresso

Perfil

Coronavírus

Giro de Itália com data de partida adiada

Prova, que deveria arrancar a 9 de maio, em Budapeste, Hungria, não está, para já, cancelada, mas só no próximo mês se conhecerá uma nova data para o seu início

Tribuna Expresso

LUK BENIES/Getty

Partilhar

A 103.ª edição do Giro de Itália deveria arrancar no dia 9 de maio de Budapeste, capital da Hungria, mas o seu início está desde já adiado depois do governo húngaro declarar o estado de emergência no país devido ao Covid-19.

"Isto proíbe a organização de eventos de massas e faz com que seja impossível organizar provas internacionais", explica a RCS Sport, responsável pela primeira das três grandes voltas do ciclismo.

A organização diz ainda que todas as partes estão agora a trabalhar para que seja possível que o Giro 2020 arranque da Hungria "mais tarde do que o inicialmente previsto".

Uma nova data para o início do Giro não será anunciada "antes do dia 3 de abril" e sem nunca ouvir os responsáveis do governo italiano e as instituições internacionais.

O Giro de Itália, que se deveria realizar entre os dias 5 e 31 de maio, tem final marcado para Milão, uma das cidades mais afetadas pelo surto do novo coronavírus. A última semana da prova será corrida no norte de Itália.