Tribuna Expresso

Perfil

Coronavírus

Bolsonaro não quer os campeonatos brasileiros suspensos: “Quando você proíbe futebol e outras coisas, você parte para uma histeria”

O presidente brasileiro desvalorizou mais uma vez as preocupações com o coronavírus e disse que "a economia tem de funcionar"

tribuna expresso

NELSON ALMEIDA

Partilhar

Mesmo com a maioria dos campeonatos mundiais parados, o futebol brasileiro prossegue - e Jair Bolsonaro acha mesmo que é assim que deve continuar. "Quando você proíbe futebol e outras coisas, você parte para uma histeria", disse o presidente brasileiro, em entrevista à CNN Brasil. "Proibir isso ou aquilo não vai conter a expansão", acrescentou.

"Devemos tomar providências, pode tornar-se uma questão bastante grave, a do vírus. Mas a economia tem que funcionar porque não podemos ter uma onda de desemprego. O desemprego leva pessoas que já não se alimentam muito bem a alimentarem-se ainda pior. Assim, ficam mais sensíveis e, uma vez sendo infetadas, pode levar até a óbito", disse também Bolsonaro.

Os campeonatos estaduais brasileiros estão atualmente em funcionamento, ainda que a Confederação Brasileira de Futebol tenha suspendido a partir desta segunda-feira, "por prazo indeterminado", as competições nacionais que organiza: Copa do Brasil, Campeonatos Brasileiros Femininos A1 e A2, Campeonato Brasileiro Sub-17 e Copa do Brasil Sub-20.

Já os campeonatos estaduais, como o Carioca, em que participa o Flamengo de Jorge Jesus, só poderão ser interrompidos se as Federações Estaduais assim o entenderem.

Recentemente, o vice-presidente do Flamengo, Maurício Gomes de Mattos, testou positivo para Covid-19, mas não houve mais nenhum caso positivo no clube.

Jesus chorou por amigo, vítima do coronavírus. Mas, afinal, não passou de um mal-entendido

Treinador português lançou a dúvida em Portugal, onde ainda não há registos de vítimas mortais. Mais tarde esclareceu que tinha recebido um "informação desencontrada" sobre um amigo, que está, sim, em estado grave